25.1.08

Momento TOC mulherzinha - séries

E essa greve que não acaba? Ainda bem que tem novos episódios de Lost vindo por aí.

Eu já fiz uma lista dos teens, mas agora vamos ao que interessa, os homens. Porque sem eles as séries não teriam tanta audiência (feminina).

1. Sawyer de Lost (Josh Halloway)
James Ford para os íntimos. Ele é divertido, dá os melhores apelidos, fala com aquele sotaque arrastado irresistível, sabe conquistar uma mulher e deixou a Kate doidinha. Um episódio sem ele não tem graça. Me joga na areia e me chama de Freckles! Macho-que-é-macho com louvor.

2. Jim Halpert de The Office (John Krasinsky)
Sabe aquele cara legal, divertido, atencioso e um pouco sacana? Esse é o Jim. Ele não é tão bonito, mas me ganha a cada careta para a câmera. A afinidade dele com a Pam é tudo de bom, e suas brincadeiras com Dwight o melhor do seriado. Macho-que-é-macho até vendendo papel. Eu coração Jim!

3. Nate Fisher de Six Feet Under (Peter Krause)
Nate volta para família quando pai morre e acaba ficando para administrar a casa funerária. Ele é apaixonado pela maluca da Brenda. É muito carinhoso e tem o poder da empatia para lidar com os parentes dos mortos. Ele tem um “que” de quem está sempre de bem com a vida, que é uma delícia, e é muito bonito. Essa série já acabou, mas merece muitas reprises. Macho-que-é-macho até com cheiro de formol.

4. Hank Moody de Californication (David Duchovny)
David Duchovny teria entrado nessa lista na época do Arquivo X, o agente Mulder tem lugar de honra nessa listinha. Agora ele voltou como o sacana Hank Moody, um escritor em fase de pouca criatividade que passa os dias nos bares e com mulheres (todos os tipos, diga-se de passagem). Acontece que ele ainda ama a ex-mulher e de vez em quando sofre por isso. Macho-que-é-macho com uma garrafa de cerveja na mão.

5. Derek Shepherd de Grey’s Anatomy (Patrick Dempsey)
O Dr. Shepherd, McDreamy para todas, é um cara legal. Ele largou a esposa que o traiu, mas deu uma chance para ela e para o casamento. Quando teve certeza que não ia funcionar correu atrás da Meredith e fez uma das mais bonitas declarações no fim da terceira temporada. Macho-que-é-macho com um bisturi na mão.

6. Ned de Pushing Daisies (Lee Pace)
Ai, o Ned é uma gracinha. Ele tem o poder (ou sina) de trazer os mortos de volta a vida num toque e nunca se acostuma com isso. Ele é apaixonado por Chuck, que ele trouxe de volta a vida e não pode tocar nela nunca mais senão ela morre para sempre. Conflitado. Macho-que-é-macho até fazendo tortas.

7. Jack Bauer de 24 Horas (Kiefer Sutherland)
Damn it!!Jack Bauer é macho-que-é-macho e ponto final.

8. Luka Kovac de ER (Goran Visnjic)
O médico croata da emergência mais famosa da tv é um homem que perdeu a família na guerra e conseguiu começar de novo no hospital de Chicago. E olha que ele veio para substituir o Dr. Ross a.k.a. George Clooney. Ele saiu com quase todas as enfermeiras da série, no fim escolheu a Abby e deixou muita gente com inveja. Macho-que-é-macho com sotaque.

9. Gregory House de House (Hugh Laurie)
Ele é grosso, nada agradável, maltrata os pacientes, mas sempre acerta os diagnósticos mais difíceis. Ele não é legal e por isso gosto dele. Macho-que-é-macho com muitos remédios.


10. Dexter Morgan de Dexter (Michael C. Hall)
O serial killer que mata serial killers. Você não quer gostar muito dele porque ele é um assassino, mas acaba achando ele um cara super interessante, mesmo sendo mais frio do que o gelo da Antártica. Macho-que-é-macho emoção zero.


11. Jack de Men in Trees (James Tupper)
Essa série é muito boba, mas ela tem o Jack, biólogo sexy com voz rouca que cuida dos animais da fauna local. Eu acho que é ele que segura a audiência desse seriado. Macho-que-é-macho até o ultimo floco de neve do Alasca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário