29.12.14

Momento TOC Livros (8)

Comecei esse ano estava decidida a ler mais de 25 livros, mas os últimos meses do ano foram complicados e não passei de 22 livros. Pelo menos mantive a média dos anos anteriores. Eu disse que ia tentar ler metade em português metade em inglês, isso não consegui. Li mais autores nacionais, muitos novos que gostei, li alguns estrangeiros traduzidos (geralmente nórdicos), mas os títulos em inglês sempre me chamam mais atenção.
Aqui estão os livros que li em 2014. (Os em azul tem links para posts que escrevi sobre eles.)

- S. - JJ Abrams e Doug Dorst - o livro interativo do cara de Lost. Um pouco confuso para ler, mas foi divertido, um bom desafio.

- Hard-boiled Wonderland And The End Of The World - Haruki Murakami - Nunca tinha lido nada do Murakami e antes de encarar o tal 1Q84 decidi ler outra coisa dele. O Murukami tem muita influência ocidental nas histórias mas ao mesmo tempo é bem japonês. Esse livro se passa numa distopia onde algumas pessoas conseguem guardar informações no cérebro como se tivessem algum controle do subconsciente e criam um mundo a parte. Os capitulos são alternados: um em Tokyo com o homem procurando uma solução par ao seu problema e outro no End of The World o tal mundo subconsciente. Eu gostei.

- Fim - Fernanda Torres - Gostei bastante desse primeiro livro da Fernanda Torres, espero que venham mais. Sobre um grupo de idosos.

- De Gados e Homens - Ana Paula Maia - esse livro foi uma surpresa. Um livro curto mas intenso sobre um homem que trabalha num matadouro e tem uma filosofia de vida muito interessante.

- The Man Who Knew Too Much - David Leavitt - Sobre o Alan Turing, homem que inventou o computador além de ter ajudado a Inglaterra e aliados a vencer os alemães na segunda guerra decifrando os códigos. Uma história interessantíssima com final trágico mas que nesse livro infelizmente ficou ofuscada pela tentativa do autor em querer explicar matemática avançada para leigos.

- The Flamethrowers - Rachel Kushner - Sobre uma mulher que vai para NYC para ser artista nos anos 1970 e lá ela começa um relacionamento com um artista italiano que é herdeiro de uma grande empresa italiana de pneus e motos. Ela gosta do italiano mas quer mesmo o BFF dele (que ela conheceu antes sem saber quem era). Ela vai parar na Italia, conhece a família rykah do italiano e acaba envolvida com uns revolucionários. É um livro bom de ler, daqueles que o meio é mais interessante do que o desfecho.

- Boneco de Neve - Jo Nesbø - Só descobri que esse livro faz parte de uma série que tem o detetive Harry Hole (nome super nórdico) como protagonista quando terminei. O livro é bom, passa em Oslo, até tive medo do tal boneco de neve, mas o mistério foi fraco.

- Super Sad True Love Story - Gary Shteygart - gostei muito dessa história de amor triste numa distopia.

- Cadê Você Bernadette? - Maria Semple - A Bernadette, era uma arquiteta famosa que construiu uma casa só com os materiais que tinha disponível num raio de 20 milhas, mas decidiu se aposentar depois de um episódio e foi morar com a família em Seattle. Ela é mãe da Bee e some dias antes de uma viagem que elas fariam a Antartida. O livro é a Bee investigando o sumiço da mãe. Divertido.

- Let's Explore Diabetes With Owls - David Sedaris - o David Sedaris é muito engraçado, ele é ótimo para contar crônicas do seu dia a dia e da família. Nesse livro ele explora outros pontos de vista de pessoas fictícias, conta episódios da sua vida (teve o passaporte roubado e os eventos seguintes a esse fato) mas a história mais interessante é sobre o processo dele para escrever.

- Nada - Janne Teller - esse livro é um pouco macabro. É sobre um garotinho que um dia decide que nada importa e sai da sala de aula e fica sentado numa árvore gritando verdades para os colegas. Os coleguinhas por sua vez decidem provar que existem coisas que importam sim e aí começa um jogo onde cada um tem que deixar o que mais importa para si numa pilha. Acontece que surge uma regra de que quem deixou uma coisa pode escolher o próximo, não só quem mas também o que. Aí a coisa começa a ficar sinistra. Criancinhas podem ser cruéis.

- The Statistical Probability Of Love At First Sight - Jennifer E. Smith - um livro young adult bonitinho sobre um casal que se apaixona num voo entre NYC e Londres.

- Quinze Anos de Constrangimento - Ana Paula Barbi - A Poalli é uma web celebrity que escreve textos divertidos em vários sites. Esse livro é bem curtinho com aventuras sexuais amorosas dela. Ela é engraçada.

- Norwegian Wood - Harumi Murakami - O Murukami gosta muito de música e sempre as menciona nos livros, esse então tem várias (e o próprio título vem de uma música dos Beatles). Alguém até fez uma playlist das músicas mencionadas nos livros e colocou no Spotify. O livro é sobre um rapaz apaixonado pela namorada do seu melhor amigo (que se matou) e seus anos na universidade em Tokyo. É triste, é melancólico e é bom. (e tem o filme, que não vi)

- The Best of Everything - Rona Jaffe - a vida de jovens mulheres em NYC no fim da década de 1950. Por mais independentes que as mulheres fossem tudo que elas queriam era casar (se bem que 50 anos depois em Sex and The City elas querem a mesma coisa). Tem uma personagem interessante as outras são bobinhas, mas é curioso a descrição da vida naquela época (e ver que pouca coisa mudou).

- Mr. Penumbra's 24 hour Bookstore - Robin Sloan - um livro sobre um mistério contido em livros.

- Dias Perfeitos - Raphael Montes - Um livro sobre um psicopata de ocasião - aquele que vai praticando maldades e terror psicológico de acordo com a situação que se apresenta. Um jovem estudante de Medicina se apaixona por uma garota e daí passa a perseguí-la. O fim é um pouco perverso.

- Barba Ensopada de Sangue - Daniel Galera - Apesar do fim meio apressado achei a leitura boa. Sobre um rapaz que se muda para o litoral catarinense atrás de um mistério que envolve seu avô.

- Summer Sisters - Judy Blume - livro adulto de uma das minhas autoras favoritas na infância. Sobre duas amigas desde seus verões aos 12 anos até a vida adulta.

- The Rise and Fall Of Great Powers - Tom Rachman - O Tom Rachman é um escritor que tem o talento de descrever os personagens em poucos paragrafos de um jeito que ficamos íntimos deles. O livro é sobre Tooly e como ela foi criada por um grupo de pessoas de forma alternativa. Mostra como ela percebia esses relacionamentos e tem uma boa dose de expectativa x realidade. O livro passa em 3 fases da vida dela: aos 10 anos em 1988, aos 21 em 1999 e aos 32 em 2011.

- Every Secret Thing - Laura Lippman - Duas meninas, de 11 anos, pegam um bebê que foi deixado do lado de fora da casa e dias depois aparece morto. Elas são pegas, uma acusa a outra, vão presas como menores e passam 7 anos em instituições. Quando saem outra criança é raptada e a mãe da criança que morreu 7 anos antes acusa logo as duas meninas (agora adultas). É um livro de personagens femininas: as meninas, mãe de uma delas, mãe da bebê que morreu, advogada e detetive. A leitura é boa mas achei um pouco corrido no final.

- Of Human Bondage - Somerset Maugham - Esse livro é um clássico da literatura inglesa. É sobre a vida do Philip, um garoto que nasce com um defeito no pé, fica orfão, é criado por um tio religioso e sua esposa. O tio do Philip quer que ele seja pastor mas o quando o garoto faz 18 anos decide que vai ser artista e se muda para Paris. Depois ele acaba voltando a Londres e estudando medicina (seu pai era médico). O Philip é um personagem interessante porque as vezes ele trata mal as pessoas, se sente superior mas acha que todos reparam em seu pé e por isso acha que merece pena, e outras vezes ele simplesmente odeia as pessoas, mas ele também sabe ser doce, generoso e educado. Philip se apaixona, se dá mal, perde dinheiro (mas depois recupera) e a história dá algumas voltas.

Já tenho uma pequena lista no kindle para 2015.

Os outros Momentos TOC Livros: (1)(2), (3)(4), (5)(6) e (7)

3 comentários:

  1. Li dois dos livros que voce mencionou. Cade vc Bernadette? e Let's explore diabetes with Owls. O David Sedaris e um dos meus autores favoritos. Ia ler The Man Who Knew Too Much, mas pelo visto o filme (meu favorito do ano) e muito melhor. Se voce tiver espaco na lista pra 2015, inclua WILD e GONE GIRL . Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi André!

    Gone Girl li em 2013 (e vi o filme esse ano), é muito bom!
    Vou colocar Wild na listinha.

    bjooo!

    ResponderExcluir
  3. caramba, da sua lista não li nenhum!!!! ai ai ai é muito livro nesse mundo e pouco tempo na minha vida!!!!

    ResponderExcluir