31.5.10

Conversas iPodianas (17)

Fui correr com um amigo hoje de manhã e lá pelo km 3 ele começa a cantarolar (tem pessoas que correm e cantam, acho ótimo quem consegue)...

"la, la, la to die by your side..."

E eu pensei: "como é que ele sabe que essa música está tocando no meu iPod?"

É que estava tocando no dele também. Dã.

iPods sincronizados. Se ele fosse meu namorado teria sido um momento romântico, mas foi só uma coincidência legal.

24.5.10

Momento TOC Lost (5) The End

Acabou. Fim. The End. Kaput.

Estou feliz que tenha chegado ao fim e triste porque depois de um tempo nos acostumamos com a rotina, os personagens, as teorias, as fofocas que Lost gerou. E vou dizer que chorei muito vendo esse final.

Os outros Momentos TOC Lost (1) (2) (3) e (4)

COM SPOILERS. MUITOS.

Então vamos ao derradeiro Momento TOC Lost. 6ª temporada.

Sawyer - Nessa última temporada o Sawyer até tentou tomar iniciativa e fazer alguma coisa, mas ele sempre acaba deixando alguém mandar mais do que ele. Tive pena quando a Juliet morreu e quando ele se sentiu culpado pela morte dos coreanos. No fim fez as pazes com o Dr. Jack e saiu da ilha. Foi ver a Clementine. Felizmente tivemos um pouco do Sawyer sacana da primeira temporada nos flashsideways, onde ele se juntou com a Juliet. Love you Sawyer. Saudades.

Dr. Jack - começou a série querendo tirar todo mundo da ilha, era o homem da ciência, lá pela quarta temporada conseguiu sair da ilha com mais 5. Se arrependeu e quis voltar. Voltou um homem de fé. Dr. Jack olhou nos olhos da ilha e decidiu acreditar. A ilha foi o rehab do Dr. Jack. Adorei o filho dele no flashsideways (que na verdade acho que era ele mesmo né?). Dr. Jack, voce foi muito chato a série inteira, mas nessa última temporada você me ganhou. Lindo.

Kate - disse que voltou a ilha para encontrar a Claire. Duvido. Ela foi porque queria um pouco mais de ação na vida, afinal cuidar de criança e ser dona de casa não é para ela. E era a chance dela ficar com Jack e Sawyer mais uma vez. Esperta. E ela escolheu o Dr. Jack. O amor é lindo. (eu teria dado um jeito de ficar com os dois, aliás, será que ela ficou com o Sawyer? tudo é possível né?) Ela guardou a bala que matou o Locke/Fumaça e foi a única que saiu da ilha duas vezes.

Hurley - Foi ele quem levou o pessoal até Jacob, porque era o único que via os fantasmas da ilha. Fez uma dupla engraçada com Miles, e ganhou confiança. O Dude foi o homem da ilha. Merecido, e com suas prórpias regras.

Desmond. Brotha. Eu já tinha dito que ele era muito importante, mas sempre só nos davam um gostinho do Desmond. Nessa temporada final foi dele a resposabilidade de juntar todos no flashsideways e de desligar a luz um pouquinho enquanto Dr. Jack se pegava com Locke/Fumaça.

Sun e Jin - passaram a temporada inteira separados e quando finalmente se juntaram, morreram. E foi muito triste.

Sayid, coitado, começou a temporada morto, ressucitou, virou zumbi, pau mandado do Locke/Fumaça, mas no fim morreu macho-que-é-macho levando a bomba para explodir.

Locke - O Locke de verdade morreu na temporada passada né? Então só uma coisa a dizer sobre ele: Loser. Então ele foi o tempo todo manipulado pelo Monstro de Fumaça? Claro. E o Monstro de Fumaça ainda foi burro em pegar o corpo do Locke, olha só no que deu.

Ben Linus - No começo da temporada ele estava amigo de todos, andou apagado, mas nos episodios finais mostrou ao que veio. Me enganou mais uma vez quando matou o Widmore, enaganou até o Monstro de Fumaça, mas terminou perdoado e nº 2 da ilha. (teve um momento legal no flashsideway com a Rousseau e Alex)

Christian Shephard. Demorou, mas não podia passar uma temporada sem ele aparecer. E foi nos 45 do segundo tempo. Adoro.

Widmore. Achei que ia render mais babado com ele, mas não. Bem feito o Ben tê-lo matado.

Sra. Hawking apareceu só apra ficar dando deixa que sabia de tudo, mas nunca dizia nada.

Richard Alpert foi uma decepção (mas gostei do episodio dele), ainda mais depois que descobri que ele passou 200 anos obedecendo o Jacob sem saber porque. Loser. Pelo menos teve a chance de viver o resto da vida fora da ilha.

Jacob, Irmão e Mother. Três loucos. Também, o que se esperar de uma mulher sozinha que acredita que tem que proteger uma luz, um virgem de 43 anos que acredita na mãe e tem TOC; e um coitado que só quer sair da ilha, mas não deixam? Jacob jogou o irmão na luz e ele morreu (?) e virou o Monstro de Fumaça. Irmão e Mother do Jacob eram os corpos da caverna. Who cares? No fim Jacob explica que levou os losties lá porque tiha feito besteira e precisava de um substituto. Muy amigo. Jacob tinha as regras mais bizarras ever, garanto que o Hurley fez um trabalho melhor.

Lapidus. Achei que tinha morrido, mas não, sobreviveu a explosão do submarino e voltou com força total. Além de ter sido a melhor piadinha do Sawyer na temporada "e o piloto que parece que saiu de um set de filme do Burt Reynolds".

Rose, Bernard e Vincent viveram felizes na ilha.

Michael virou fantasma da ilha, ficou lá sussurando. E sim, continou chato. Walt não apareceu, ou ainda está vivo, ou não era importante para o Dr. Jack.

Charlie do flashsideways é um drogado mimado, como sempre.

Ana Lucia continua sendo a pessoa mais macho-que-é-macho que já passou pela ilha, e fora dela.

Claire - coitada, usava a pior peruca de Lost na ilha, ficou meio maluca, mas saiu com a Kate e foram criar o Aaron juntas (interpretação minha).

Adorei rever Shannon e Boone. (se bem que o Boone para mim agora é o vampiro Damon sempre)

Juliet estava certa no começo da temporada: deu certo.

Momento loop: a série terminou como começou, Dr. Jack no bambuzal.

Momento me joga na areia e me chama de Freckles: a paquera do Sawyer com a Kate na delegacia, e o beijo do Dr. Jack com a Kate no penhasco. E Sawyer e Juliet, claro.

Momento lágrimas nos meus olhos: foram tantos, no último episódio então... Sun e Jin morrendo, Hurley chorando a morte deles, Hurley chorando quando Dr. Jack ia descer na luz, Sawyer reencontrando Juliet, e por aí vai.

Momento personagem que viveríamos sem: Dogen, o japonês do templo. (aliás, todos os hippies do templo)

Momento todo mundo sabia: que a Juliet era a mãe do filho do Dr. Jack no flashsideways.

Momento morte ridícula: Ilana, todo mundo sabe que bananas de dinamite de 1840 são instáveis.

Momento única pergunta minha respondida: como o Black Rock foi parar no meio do mato. Obrigada.

Momento demorou 6 temporadas para acontecer: Jack e Locke na porrada. E foi tenso, no penhasco, muito bom!

Momento estava escrito: a parceria Hurley e Ben, desde o dia em que dividiram um chocolate apollo na quarta temporada.

Melhor espisódio da temporada: o final, claro. Mas vou confessar uma coisa: nenhum episódio foi melhor que Through The Looking Glass, o final espetacular da terceira temporada (talvez só o episódio piloto). Inclusive acho que a série poderia ter termindo ali, com o desespero do Dr. Jack. (depois teorizo sobre isso).

Só para ver se entendi alguma coisa. O que aconteceu na ilha aconteceu mesmo (viagens no tempo, a iniciativa Dharma construiu a estação cisne, o Desmond foi para ilha, Ben matou Horace e cia, avião caiu na ilha, sairam da ilha, voltaram a ilha, etc). Kate, Sawyer, Claire, Miles, Alpert e Lapidus foram embora da ilha no avião da Ajira. Hurley, Ben ficaram tomando conta da ilha, Desmond depois saiu de alguma forma. Dr. Jack salvou o mundo tapando o buraco, mas morreu. Os flashsideways eram as pessoas se lembrando da ilha e se dando conta que tinham morrido (em algum ponto da história, ou depois), e aquele encontro na igreja de todos com o Dr. Jack eram todos indo para o céu/luz. É isso? Ok. Live together or die alone. See you in another life, brother.

Damon Lindelof e Carlton Cuse, gostei muito de Lost, me divertiu e emocionou nesses 6 anos, amo o Sawyer, Dr. Jack encheu meus olhos, e foi bonito. Obrigada. Só mais uma coisinha, preciso dizer que o melhor fim de temporada com todos mortos ainda é de Six Feet Under. #prontofalei.

Queria agradecer ao C.A. do Lost in Lost, ao pessoal do Dude We Are Lost e a Ka do Defenda a Ilha. Três blogs que acompanhei durante a série que foram ótimos com informações, explicações e teorias.

Agora é voltar e assisitir tudo outra vez. Diversão garantida.

Qual a próxima?

23.5.10

Final


É hoje. Último. Episódio. De. Lost.

Tomei as vitaminas, exercitei, e cheguei para ver o fim da história. Alívio e saudade tudoaomesmotempoagora.

Depois de 6 temporadas chegou a hora de dizer tchau para: Sawyer (snif, snif), Dr. Jack, Kate, Desmond, Locke, Sun, Jin, Hurley, Ben, Sayid....

Depois eu volto com o último Momento TOC Lost.

19.5.10

Parabéns Luizinha!

Escrevi esse post em 2006. Resolvi fazer uma reedição porque a Luizinha vai fazer uma mega festa e eu não estarei lá. Ela reclamou, me xingou e tal, mas aqui está o post para ela lembrar que só não estarei lá fisicamente.

É Hoje!

Eu e a Luizinha somos amigas desde.....bem, desde antes dessa foto aí. Não só amigas, mas melhores amigas!

A nossa amizade só não começou no berço porque Luizinha é um ano, um mês e 5 dias mais velha do que eu. Poucas amizades duram tanto, mesmo porque é natural que as pessoas cresçam com interesses diferentes. Nós somos bem diferentes e muito iguais.

Não moramos na mesma cidade desde os 12 anos. Só estudamos na mesma escola por 2 anos e em turmas separadas. Luizinha é da noite, eu sou do dia. Luizinha adora brilho, maquiagem, produção; eu já sigo uma linha mais natural. Luizinha tem uma irmã e um irmão, eu sou filha única e não entendo o amor fraterno. Luizinha é italiana, eu sou inglesa. Luizinha lembra de tudo, nos mínimos detalhes, e eu lembro de pouco, sem detalhes, por isso ela é a minha memória.

Crescemos juntas, sempre contando as novidades, pessoalmente, por telefone, por carta (é amiga, eu ainda tenho algumas guardadas), postais e agora na era do e-mail e msn. Estamos sempre presentes uma na vida da outra, compartilhamos bons e maus momentos e muitas aventuras. Assim vai continuar, e, para citar a própria Luizinha “vamos ser duas velhotas sapecas fofocando”. Somos amigas e somos família.

E hoje é o dia dela!! Esse ano eu não vou estar no Rio para a festa, bem, não vou estar pessoalmente, porque como a Luizinha disse, estou sempre com ela no coração dela. E ela no meu.

Feliz aniversário amiga!!! Um grande beijo!

18.5.10

Machu Picchu





Todas as outras ruinas aqui perto, como Cuzco, Sacsayhuaman e Ollaytatambo, sao um aquecimento para Machu Picchu. E, sim, eh maravilhoso!

Para chegar a entrada do parque o onibus vem de Aguas Calientes e sobe uma estrada sinuosa por 15 minutos e ja se tem uma vista maravilhosa.


Nao sei se os Incas eram E.T.s ou se os deuses eram astronautas, mas Machu Picchu eh muito bem organizada. Acho que os Incas eram urbanistas. E corretores, porque tudo na vida eh location, location, location, e aqui eles tem uma das vistas mais bonitas do mundo. Os Incas adoravam o sol entao quanto mais perto, melhor.



O passeio dentro das ruinas eh organizado, tem varias trilhas para percorrer, da moderada a longa. Abre as 5 da manha (tem gente que gosta de ver o sol nascer la), entao nos fomos as 7:30 e pegamos as ruinas vazias (as 9 da manha chegam os trens de Cuzco e depois disso tem gente para todo lado). Andar por la eh muito bom, claro que cansa subir algumas das escadas, mas nada que uma paradinha nao resolva. O Machu Picchu fica a 2400m de altura. E tem turista de todo jeito: idosos com seus bastoes, mochileiros que fizeram o caminho inca, fotografos, criancas (mas nao muitas), etc.




O caminho inca comeca em Piscacuccho e leva 4 dias e 3 noites ate chegar no Machu Picchu. Muitas pessoas fazem, e de varias idades. Nao eh facil, primeiro tem o problema da altitude, do frio e depois a propria trilha. Eu passo, mas acho otimo para quem tiver coragem e disposicao. O premio final eh chegar em Machu Picchu e ter essa vista maravilhosa.

Mais fotos do Machu Picchu e do Peru no flickr.

Vale Sagrado e Aguas Calientes

De Cuzco fomos conhecer o Vale Sagrado. Primeiro paramos em Pisac, uma cidadezinha que tambem tem umas ruinas, mas o que tem la de bom eh o mercado de atesanto. As coisas sao muito bonitas, muito baratas e o peruanos sao de facil negociacao.

feira

artesanato

De Pisac fomos para Ollaytatambo, um lugar pitoresco com uma ruinas bem bonitas e que ficam dentro da vila. Tem varias pousadas e restaurantes porque muitos mochileiros ficam aqui antes de comecar a trilha inca.
ollantaytambo com as ruinas

transporte local

ruinas de ollantaytambo

Ollaytatambo foi bem afetada pelas chuvas de janeiro e os trilhos do trem que vai ate Aguas Calientes estao em reforma, entao pegamos uma van ate Piscocuccho de onde sai o trem.


A viagem de trem de Piscocuccho ate Aguas Calientes eh linda, o trem vai beirando o Rio Urubamba com as montanhas em volta.


Aguas Calientes eh a cidade mais perto do Machu Picchu, e so se chega aqui de trem. A primeira impressao da cidadezinha eh que parece uma favela, mas depois de descer do trem e dar uma volta nao eh nada disso. Muitos restaurantes, albergues, hoteis, eh limpa e as montanhas em volta sao maravilhosas. Muitos mochileiros ficam aqui depois de fazer a trilha inca, e tambem muitos turistas, como nos, que dormimos aqui para entrar bem cedo no Machu Picchu.

estatua do inca na plaza de armas de aguas calientes

15.5.10

Cuzco





Cuzco, patrimonio cultural da humanidade, eh uma cidade cosmopolita, pode dizer uma nacionalidade que aqui tem. E alem das nacionalidades, as tribos tambem sao variadas: aqui tem hippies, atletas, mochileiros, ricos, pobres, jovens, idosos e gente que nao sente frio.

A cidade fica a 3400m acima do nivel do mar, entao o ar aqui eh um pouco dificil de respirar, mas ate agora eu nao sofri do mal da altitude (e olha que passei 99% da minha vida a beira mar), so uma sinusite basica, mas aqui todo mundo se movimenta devagar.

Cuzco vive do turismo e de quem vai para Machu Picchu. Muitos hoteis, albergues, restaurantes, bares, vendedores, artesanato, ruinas, igrejas e museus.

A Plaza de Armas eh o ponto central da cidade. Os city tours comecam com as ruinas nos burbs de Cuzco e depois vem para a Catedral e Templo do Sol. No fim, acho que todos vao para a plaza, ou para os bares que ficam em volta, e trocam ideias. A tarde la eh bem bonita, e todo mundo que ficar no sol para espantar o frio. Nem da para contar o tanto de gringo com a cara vermelha.

plaza de armas

gringos olhando o movimento na praca

Hoje fomos as ruinas que ficam um pouco fora da cidade: Sacsayhuaman (nao sei pronunciar isso) era uma fortaleza inca; Qenko, uma especie de altar onde preparavam os mortos; Puca Pucara, outro templo e Tombomachay, conhecido como banho dos Incas. Os incas eram mestres nas arte do quebra cabeca, nada de argamassa tudo no encaixe. Depois de ver essas ruinas todas (e olha que ainda nem fomos a Machu Picchu), conclui que os Incas eram excelentes pedreiros, teriam emprego certo na construcao civil.

sacsayhuaman

encaixe perfeito


De volta a Cuzco, fomos ao Korikancha, o Templo do Sol, que foi transformado em convento, teve um terremoto e descobriram as pedras Incas e agora eh um museu. As pedras sao bem lisas e encaixadas.

patio central do korikancha

Nas ruas de Cuzco tem as peruanas vestidas com roupas tradicionais e muitas carregam uns cabritinhos, por alguns soles elas deixam voce bater fotos. Os vendedores te oferecem desde massagens, pinturas a roupas de la de llhama, eles estao em todas as esquinas, mas nao sao muito insistentes.

peruanas

lhama simpatica

encaixe inca x encaixe epanhol

13.5.10

Lima


Lima eh daquelas cidades que no todo nao eh muito interessante, mas tem partes muito boas.

Nos estamos em Miraflores que eh a Ipanema de Lima. Nao eh bairro, eh outro municipio, e eh onde a maioria dos turistas ficam. Tem varios hoteis, restaurantes e lojas, alem de ser na praia.

Bom, na praia eh forma de dizer porque aqui a cidade fica em cima de um barranco e-nor-me e a praia la embaixo, a vista eh linda. No primeiro dia eu andei ate a o fim da Av. Larco onde tem um shopping embutido no barranco. La se olha mais a vista que as lojas. Depois andei pelo calcadao beirando o barranco e desci ate a praia de Makaha para ver os surfistas (mar aqui eh perfeito para o surf, ondas constantes e boas). A subida na volta foi um bom exercicio.

miraflores no topo e praia

playa makaha

A noite fomos ao Parque de La Reserva ver o show de fontes, que se chama circuito magico de aguas, e eh bem legal. A noite as fontes sao iluminadas e sobe e desce agua de acordo com a musica que esta tocando. Em uma das fontes tinha um grupo de criancas se divertindo e os gritos eram contagiantes.

criancas brincando

Fomos ao Museu Larco, um lugar bonito com muitas pecas de ceramica e ouro, e uma galeria especial para arte erotica. A area da cidade onde fica o museu nao tem nada de interessante, mas o museu vale a visita.

jardim do museu (fico devendo fotos da arte erotica)

Tirando os predios tipicos (que aqui tem um balcao de madeira), o centro da cidade eh parecido com as outras capitais da America do Sul. A Plaza de Armas eh muito bem conservada.

balcoes tipicos

O Barranco eh outra area da cidade (ou outro municipio, nao sei) que tambem fica a beira mar. Durante o dia eh tranquilo que Miraflores, mas parece que a noite eh mais animado. No Barranco fica a ponte dos suspiros, e dizem que voce tem que fazer um pedido, prender a respiracao e atravessar para que o desejo se realize (ainda bem que a ponte eh curta).

ponte dos suspiros

Eh uma cidade espalhada, de predios baixos, e o deslocamento de um lugar para o outro demora. O transito aqui eh uma loucura, muitos cruzamentos nao tem semaforo, tem muito engarrafamento e a buzina rola solta. O transporte publico eh muito engracado: tem vans derrubadas super coloridas e onibus que vao da decada de 60 a de 80, tambem muito coloridos. Estao cosntruindo um metro, mas ainda nao inaugurou. Os taxis sao muito baratos, mas a maioria dos carros sao velhos. Nao existe taximetro, as corridas sao todas negociadas, mas a maioria nao passa de 12 soles (R$ 8) para rodar mais de 6km. Acho que se eles soubessem da existencia do taximetro iam ganhar muito mais dinheiro.

van

A temperatura eh boa, 22 graus durante o dia e 17-18 a noite. O problema aqui eh uma neblina de manha que mistura maresia com poluicao. O resto do dia fica nublado, mas nao chove. (se bem que eu peguei duas tardes de sol)

Eu gostei, a ciadade eh limpa e os peruanos muito simpaticos.

12.5.10

Malas prontas

Próximo destino:

depois coloco uma foto dessa batida por mim.

Dou notícias de lá.

11.5.10

Olha a Copa aí

Hoje saiu a convocação da Seleção Brasileira para a Copa 2010 na Africa do Sul. Nós vamos com:

No Gol: Julio Cesar, Gomes e Doni
Nas Laterais: Maicon Douglas (muito bom esse nome!), Daniel ALves, Michel Bastos e Gilberto
Zagueiros: Lucio, Juan, Tiago Silva, Luisão
Meio Campo: Elano, Gilberto Siva, Kleberson, Ramires, Kaká, Julio Baptista, Felipe Melo, Josué
Atacantes: Robinho, Nilmar, Luis Fabiano e Grafite

Gilberto Silva e Klberson devem ter um lobby forte. Não sei quem é o Grafite, mas vamos descobrir. Nunca achei que o Dunga fosse convocar nem o Adriano, nem o Ronaldinho Gaúcho; o primeiro fez de tudo para não ser convocado, e o segundo não joga nada na seleção. Só 3 dos convocados jogam no Brasil. Pelo menos tem o Kaká como colírio. Nos queridinhos do momento nenhum foi chamado, nem Neymar, nem Ganso, fica para a próxima.


A minha segunda seleção, a Inglaterra, foi toda desfalcada. Não tem Michael Owen, nem Beckham e o Rooney foi convocado mas corre risco de não jogar. Para piorar tem um técnico italiano. Assim é mais emocionante torcer pelos ingleses.

Primeiro jogo da Inglaterra é dia 12/06 contra USA, e o do Brasil é 15/06 contra Coréia do Norte.

Falta um mês para o chute inicial!

5.5.10

Homem de Ferro 2

Dois anos atrás eu escrevi um post sobre o primeiro filme do Iron Man.

Então, agora Tony Stark (Robert Downey Jr, excelente, mais uma vez) está em modo celebridade mantendo o mundo em paz como o Homem de Ferro. Acontece que o tal elemento que o mantém vivo é o que está o envenenando, e Tony está numa contagem regressiva para achar uma alternativa. Mesmo com essa situação ele não perde a pose.

O senado americano o chama para depor, porque o Homem de Ferro é uma arma e querem que Tony passe o controle para o governo. Até parece. Nesse depoimento conhecemos o Hammer (Sam Rockwell, ótimo!), concorrente de Tony na indústria bélica e maior interessado na tecnologia da armadura do Homem de Ferro. (mas ele não é tão inteligente quanto Tony)

No meio disso tudo surge o Mickey Rourke (com as mãos mais nojentas do cinema #prontofalei), fazendo um russo (só para manter o clima guerra fria) que desenvolve uma armadura parecida com a do Homem de Ferro. Numa sequencia espetacular de corrida em Mônaco, ele aparece para o Tony Stark.

Bom, o tal Hammer consegue contratar o russo, e aí vai ver o filme que é legal.

Tony Stark continua o mesmo, excêntrico, beberrão, infantil, cool e gênio. A casa dele ainda é a coisa que mais gosto. Gweneth Paltrow volta como Pepper Potts, Scarlett Johansson é a nova assistente, substituiram o ator que fazia o amigo militar do Tony pelo Don Cheadle (que deixa o filme ainda mais legal) e Samuel L. Jackson aparece mais do que a pontinha dos créditos finais do primeiro filme.

Sim, eu continuo querendo ser amiga do Tony Stark.

Se a Tia Helo disse 415 "Ai, Jesus!" para o primeiro filme, para esse então...dobra a quantidade.

E não saiam antes do fim dos créditos.

Só para constar: fui smurfette na sessão de cinema.

4.5.10

Conversas iPodianas (16)

Você acorda as 5 da manhã, come uma banana, um potinho com ceral, aveia e iogurte e sai para correr. No último 1km da corrida, depois de já ter consumido todas as calorias, e no alongamento o iPod resolve mandar essa sequência:

Breakfast in America - Supertramp
I Want Candy - Bow Wow Wow
Mac Arthur Park - Donna Summer (someone left the cake out in the rain...)
Lemon - U2
Banana Pancakes - Jack Johnson

E como o iPod é sacana, ainda tocou Hunger Strike do Temple of the Dog, onde o Eddie Vedder fica gemendo "I'm going hungry...".

Desliguei.