30.7.08

Nível: Deluxe

Atenção viciados em UNO!

Temos um novo título em disputa......

CMTT Deluxe

E com baralho especial que eu ganhei ontem.



O +4 nunca esteve tão poderoso.

24.7.08

Profissão: Bonito.

Semana passada eu vi no LLL um link para esse texto da Juliana Cunha: Pela regulamentação da profissão de bonito.

Lê que é muito bom, mas aqui vai um pedacinho só para ilustrar o que me aconteceu hoje no supermercado.

"
Proponho que pessoas bonitas sejam pagas para andar na rua. A pé, preferencialmente. O tempo todo, obrigatoriamente. Nos cartões de visita, “Bonito Profissional”. É sabido que eles sempre tiveram privilégios sociais absolutamente merecidos, mas temos usado mal o serviço. Eles precisam circular na rua! Já, agora. O papel higiênico terminou, se eu tivesse alguma segurança de que ao descer até o mercadinho encontraria um Bonito, certamente desceria. Do contrário, ficamos todos em casa evitando os líquidos. Bonitos já, pela prevenção das pedras nos rins."

Então, hoje eu fui fazer as compras de casa. Estava lá, concentrada, escolhendo laranjas quando escuto a tiazinha do lado falando para outra "olha ali.". Ah, eu olhei também né?

Era um homem alto, olhos azuis, cabelo
castanho curto, mas nem tanto, bonito mesmo, macho-que-é-macho. Tão bonito que eu, as duas tiazinhas, outras três mulheres e um cara, ficamos na sessão de frutas e verduras fazendo hora, escolhendo mais do que precisava, enquanto o Bonito desfilava entre as maçãs e os tomates. Uma das tiazinhas fez eye contact com ele, recebeu um sorriso e garanto que ela hoje dorme feliz.

Ele tinha tão pouco naquela cestinha que o gerente do supermercado devia dar de brinde para ele manter aquela saúde. Volte sempre Bonito. Eu, as tiazinhas, as três mulheres e o cara agradecemos.

23.7.08

Conversas iPodianas (8)

Franz Ferdinand e Rufus Wainwright com uma coisa na cabeça:

Darts of Pleasure e Instant Pleasure.

20.7.08

Por que tão sério?



Ok, Christopher Nolan acabou de elevar a barra para os filmes de super-heróis. Batman Begins já mostrou ao que veio deixando de lado aquele ar alegre da tv deixado pelo Batman&Robin (ainda bem!). Mas esse The Dark Knight deixa até o super cool do Homem de Ferro meio de lado.

O Batman de Christan Bale (a-d-o-r-o!), abraçou a causa de livrar Gotham dos bandidos, e vou dizer que isso dá um trabalho.....

Nesse filme ele se une ao tenente Gordon e ao promotor Harvey Dent (Aaron Eckhart macho-que-é-macho) para dar um jeito no que parece uma reunião da ONU da máfia (tem russos, italianos, negros, chineses, etc). Harvey Dent é um cara direito e quer limpar a cidade, e ainda namora a queridinha de Bruce Wayne, Rachel.

Bruce Wayne está no limite, ele quer abandonar a roupicha preta (ele até ganha uma nova que não deixa o pescoço duro), mas para isso precisa de outro no lugar dele. Assim ele escolhe Harvey Dent, um herói com rosto e com uma frase gancho "Ou você morre um herói ou vive o bastante para se tornar o vilão" que cativa o Morcegão.

Mas eles não contavam com o Coringa. Achavam que ele era uma pedrinha, mas se mostrou um monolito gigantesco. O Coringa de Heath Ledger vai para os top 10 vilões do cinema fácil. Ele é aquele cara que você ri da piada dele de nervoso, com medo. Esse Coringa não quer dinheiro, nem poder, ele quer "brincar" nem que isso signifique matar algumas pessoas. Ele quer experimentar com a natureza humana, e ele é genial. Deram para ele as melhores falas: "Eu não quero te matar, o que eu vou fazer sem você? Você me completa." e "eu vou atrás de você porque...ah, você é divertido" ele diz para o Batman.

O Coringa é um anarquista, quer ver o mundo pegar fogo e todo mundo perder a sanidade mental. Gente boa. Ele oferece seus serviços a ONU da máfia, diz que vai dar um jeito no Batman e com isso começa o seu espetáculo.

Fato: o Batman tem os melhores vilões.

Nesse filme ainda aparece o Scarecrow, aquele doutor do Batman Begins que adorava jogar um gás alucinógeno, e o homem-da-moeda Duas Caras, é óbvio, e ele também é genial.

O Bruce Wayne/Batman é o que é porque ele sabe delegar, ele conta com o super mordomo Alfred, o homem das gadgets Lucius, o tenente Gordon e até com Rachel. O Batman desse filme sofre mais, amadurece, entende e assume a sua posição, The Dark Knight.

As cenas de ação, as tomadas em cima dos prédios e a trilha sonora complementam o filme com perfeição.

Fazia tempo que eu não ia no cinema e um filme era aplaudido no fim.

Eu adorei!

A Tia Helo, however, não ia gostar muito do Coringa, ele ri demais e toda vez conta uma versão diferente para suas cicatrizes. Ela ia gostar do Harvey Dent, aposto até que ela votaria nele para prefeito (no lugar de Richard Alpert - momento Lost). Acho que ela diria 318 "Ai, Jesus!" para o Batman, mesmo ele salvando a cidade.

Momento Casa&Decoração: a casa do Homem de Ferro é tudo (adoro a voz eletrônica que dá as condições de surfe do dia), mas a cobertura de Bruce Wayne (onde ele está enquanto reconstrói a mansão) não fica muito atrás, só perde porque não tem vista para o mar.

13.7.08

+ Filmes


Lars and The Real Girl


Como eu sei que esse filme provavelmente não vai passar nos cinemas aqui da cidade, eu dei um jeito (se é que vocês me entendem).

Desde já que quero dizer que o Ryan Gosling é o meu ator peferido com menos de 30 anos (mentira, eu fico entre ele e o James McAvoy).

Lars é um cara tímido, não gosta muito de contato físico e gosta de ficar só. Todo mundo na cidadezinha e, principalmente, sua cunhada e seu irmão se preocupam com ele. Um dia Lars resolve comprar uma dessas bonecas tamanho real (e perfeitamente anatômica), e diz que é uma amiga que ele conheceu na internet, mas que ela não fala inglês muito bem e anda numa cadeira de rodas. Lars interagindo com a boneca é uma das melhores coisas do filme.

O irmão e a cunhada levam Lars e Bianca (a boneca) à médica e esta diz que eles precisam levar a história adiante, como se Bianca fosse real.

A comunidade, num exercício de respeito ao próximo, abraça a idéia e logo Bianca participa de várias atividades como voluntária no hospital, trabalha de manequim numa vitrine, é membro do conselho escolar e passa a fazer parte da vida da cidade. Lars é muito querido.

Eu gostei muito desse filme.

A Tia Helo diria 10 "Ai, Jesus!" para esse filme. Ela se identiificaria com Lars, e Bianca era super religiosa (segundo Lars, ela foi criada por freiras).


Agente 86


Ri muito nesse filme. Eu sou fã do Steve Carrell, achei que ele foi a escolha perfeita para Maxwell Smart, e ele não imitou o Don Adams.

Eu era fã da série, assistia muito as reprises na tv. O Max da tv não tinha habilidades, ele tinha muita sorte e a 99 para ajudar. O Max do filme é um analista da C.O.N.T.R.O.L. que quer muito ser agente (e ele treina muito para isso). Quando uma lista com todos os agentes é roubada a agencia tem que apelar para os desconhecidos e transformam Max no Agente 86 que forma parceira com uma recém-reformada-cirurgicamente 99.

Está tudo lá, a abertura genial, o cone do silêncio, o sapatofone, o chefe (ótimo!), a K.A.O.S., o Siegfried e até o Dwyane The Rock Johnson num papel super divertido.

Eu só achei que o Agente 13 (nesse filme era o Bill Muray) podia ter aparecido mais.

A Tia Helo diria 200 "Ai, Jesus!" para o Agente 86, só não diz menos porque o Max sempre erra "por um tantinho assim". (acho que todo mundo fez essa piada).


The Happenning

Mais um Shyamalan na fita. Sinceramente, achei que fosse ser pior depois do Dama d'água (ou na água, whatever). Mas o M. Night tomou um simancol e não se deu um papel nesse filme.

Então...acontece um fenômeno da natureza e as pessoas começam a se matar. Mark Whalberg faz um professor de ciências com algum problema com a esposa que tenta fugir para longe de onde o evento está acontecendo (costa leste dos EUA). O casal herda a filha do amigo dele e eles tentam se esconder do fenômeno.

É só isso. Do mesmo jeito que a coisa começa, ela acaba. Eu gostei que o Mark Whalberg, em um momento, acha que descobriu o esquema, mas na verdade não tem esquema nenhum, ele só foi muito sortudo em não morrer (ou se matar). E a gente meio que sabe que nada vai acontecer com o casal porque a criança do filme está com eles.

Eu tomei alguns sustos, mas esperava mais.

A Tia Helo gritaria 300 "Ai,Jesus!" para o vento soprando de The Happening.


Jogo de Amor em Vegas

Cameron Diaz e Ashton Kutcher bebem muito, se casam, jogam uma moeda no caça níquel, ganham 3 milhões, o juiz diz que eles tem que tentar se manter casados por 6 meses, eles se sabotam, descobrem que pode ser interessante e terminam juntos. Pronto, mas eu me diverti nesse filme. Passei os 90 minutos imaginando a tamanha sorte da Demi Moore.

A Tia Helo diria 153 "Ai, Jesus!", todos para Ashton de cueca.

The Savages e Away From Her

Dois filmes sobre a velhice.

The Savages é sobre um é sobre um pai que fica demente e os filhos tem que resolver como vão cuidar dele. O pai fica sem teto depois que a esposa morre e ele tinha assinado um pré-nupcial. Os filhos têm muitos traumas desse pai, mas no fim entendem que não adianta manter o rancor, nada vai mudar a situação. O trailer desse filme parecia engraçado, mas o filme não é tanto.
Eu achei a abertura desse filme ótima, as velhinhas cheerleaders são bizarras.

Away From Her é sobre uma mulher que sabe que tem Alzheimer e que vai acabar esquecendo das coisas e do marido. Ela pede para ser internada e no primeiro mês ela não pode receber visitas. Quando o marido chega lá ela já não lembra dele e está apaixonada por outro paciente do asilo. Eu gostei de algumas reflexões que ela faz sobre a velhice e sobre a doença. É um filme tirste e muito bom.

A Tia Helo diria 215 "Ai, Jesus!" para o vovô de The Savages, os filhos dele falam muitos palavrões. Já para Away ela diria 95 "Ai, Jesus!", afinal é uma história de amor.



Sexta-feira tem Batman, Cavaleiro das Trevas. Estarei lá.

11.7.08

Escutei por aí

"Fulana parece uma vilãzinha da Malhação."

"Moço, dá para tirar a gema do ovo cozido que vem na pizza?"

10.7.08

Mais uma do Jones (3)

O Jones, meu melhor-amigo-de-todos-os-tempos, trocou o número do seu celular. Até aí tudo bem.

Acontece que ele esqueceu de me dar o número novo, aliás não foi só de mim que ele esqueceu (outros amigos e clientes entram na lista). Depois de 10 tentativas no número antigo eu perguntei para irmã dele e fiquei sabendo da mudança. Depois ele fica reclamando que eu não ligo para ele.

Com o número errado fica difícil né?

6.7.08

Domingo corrido (3)

Para os outros domigos corridos é só clicar (1) e (2)

Chegou a época do ano de correr a Maratona de Revezamento do Pão de Açúcar. Esse ano foi até fácil juntar 8 pessoas, o evento se tornou grande e todo mundo da cidade quer participar. Tivemos que fazer duas trocas, e as atletas fizeram falta, mas seus substitutos fizeram justiça. E ninguém chegou atrasado!

O percurso mudou, adicionaram uma ladeirinha cruel mas tiraram a parte que tinha muito vento contra.

A nossa nº1 era estreante no evento e foi muito bem. O nº 2 conseguiu correr o percurso inteiro, o nº3 surpreendeu e se treinar faz um tempo melhor ano que vem.

Eu fui a nº4, e fui bem, mas confesso que a ladeirinha me matou. Nosso nº5 fez um excelente tempo com a perna machucada. O nº6 teve o melhor tempo, profissional.

Esse ano teve até chuva na vez do nº 7, e o nº8 correu com um céu nublado(que sorte), e mesmo sem música do iPod (que azar) ele chegou e pegou as medalhas.

Aqui está o video da nossa equipe. Ano que vem tem mais!!



_________________________

Enquanto eu corria, Lewis Hamilton venceu o GP da Inglaterra.

E de tarde eu assiti a final de Wimbledon, um jogo excelente de 5 sets entre Rafael Nadal e Roger Federer. Eu sou fã dos dois, confesso que estava torcendo para Federer, mas Nadal foi o grande campeão, mais do que merecido. E ele ganhou também Roland Garros esse ano, o garoto está com tudo!

4.7.08

Bungy Jump

A primeira vez que eu saltei foi em Queenstown na Nova Zelândia, berço do bungy jump. E foi da ponte onde fizeram o primeiro salto. Não era o mais alto de lá, esse só tinha 50m (ou outros era de 100 e 105m), mas foi super emocionante. Aí estão as fotos:


tchau, fui!

Ahhhhhh......pelo menos tem água embaixo.


Esse ano eu aproveitei a ida a Africa do Sul e o passeio pela Garden Route para fazer o maior bungy do mundo - 200m, um upgrade de 150 metros, e foi mais emocionante que o primeiro. Nesse dá até tempo de pensar "essa cordinha não vai me puxar de volta??". Demorei para colocar as fotos, mas aqui estão elas.


A ponte do salto foi essa.


Aí vou eu


Amarra essa coisa direito hein?


olha tudo direitinho tá


Olhar para baixo, nem pensar.


ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh


Que maravilha!

Esse cara que foi me buscar perguntou de onde eu era, quando eu disse "Brasil", ele gritou "cara%$^!". Pelo jeito tem muito brasileiro saltando por lá.

Onde é o próximo?

2.7.08

Rhizocyon

Eu vi essa brincadeira aqui e resolvi ver qual seria a minha banda indie. Olha só no que deu.




Achei o nome da banda bem legal, uma coisa assim alienígena, o título do disco é ok, mas combina com essa capa que eu adorei. Agora só falta juntar um guitarrista, um baterista, um baixista e um cantor, eu fico nos bastidores.

Quer fazer também? É assim:

1- Vai aqui e o que aparecer é o nome da banda.
2- Depois vai nesse site e as últimas 4 palavaras da última frase é o título do disco.
3- E para a capa do disco vai aqui e a terceira foto, não importa qual, é a capa.


O Ney fez a dele e apresento para vocês o novo cd do BHT:


1.7.08

Momento TOC Lost (3)

Chegamos a mais um fim de temporada de Lost. Começou bem, afinal aquele último episódio da terceira temporada foi de arrasar, e terminou respondendo algumas perguntas, ignorando outras e deixando novas.

Deve conter spoilers para quem vê na Globo.

Para os outros dois Momentos TOC Lost é só clicar (1) e (2).

O Dr. Jack só fez besteira na ilha, mas isso já era de se esperar. Ele até sofreu uma apendicite e foi operado pela Juliet. É um mentiroso de primeira como todo junkie, e foi ele que arquitetou toda a mentira que os Oceanic 6 contam e mantém fora da ilha. Nessa temporada vimos a evolução dele até chegar no Jack barbudo, sofrido, meio dorgado, sem armaduras, sem arrogância. Ele finalmente caiu na real, viu que só fez merda, vai tentar corrigir, acho que estou começando a gostar desse Jack (se ele tirar a barba eu me apaixono).

Sawyer, ahhh, o Sawyer ficou meio bonzinho né? Mas continua um pouco sacana e eu gosto dele de qualquer jeito. Ele escolheu ir para o conforto do acampamento, ficou lá, brincou de casinha com a Kate, e na saída ele escolheu voltar para a praia. Ele concluiu que Ben e Locke estão cheios de balela e que ele andava meio fora do loop (não sabia quem era Jacob). Ele foi macho-que-é-macho ao tirar Claire da casa depois da explosão, foi macho-que-é-macho pulando daquele helicoptero, ele é macho-que-é-macho e ponto. E ainda chamou o Dr. Jack de disco furado com esse papo de que "temos que sair da ilha". Eu coração Sawyer.

A Kate é a única que se deu bem ao sair da ilha, e não quer voltar de jeito nenhum. Ela foi absolvida dos seus crimes e até ganhou um filho, o Aaron. Brincou de wife-and-kids com o Dr. Jack, de casinha com o Sawyer...ela foi feliz nessa temporada.

Sayid, coitado, sempre tentando organizar as coisas e Dr. Jack e cia só empatando. Ele sai da ilha, casa com a Nadia, ela morre e ele vai ser capanga do Ben (uma das grandes surpresas dos flashfowards).

Sério que o Locke é highlander?? Sobreviveu ao atropelamento da mãe, ao parto prematuro, doenças na incubadora, pais adotivos, bullies na escola, pai sacana, doação de um rim, fora da namorada, queda do oitavo andar, queda do avião, tiro na pança, genteeee, ninguém consegue matar esse homem?!?!? Essa ilha não tá com nada se depende dele para continuar escondida. Muito melhor o Ben (que agora se sente traído, enganado e usado). Mas...there can be only one. Felizmente Locke é o cara do caixão, pelo jeito alguém conseguiu matá-lo. Morreu, deixa morto, please.

O Ben é f$%a. Ele manipula, mente, omite, engana, e até fala a verdade de vez em quando. Jogou com a vida da filha e se deu mal. O loser do Locke sempre vai na dele. Foi dele uma das melhores frases da temporada "Quantas vezes eu vou ter que te dizer, John, que eu sempre tenho um plano". Ele moveu a ilha e foi parar na Turquia sem saber se volta para ilha. E a "conversa" dele com Widmore foi o highlight da temporada. Go Ben!

Sun e Jin foram separados. Tiveram um flashfoward/flashback muito legal. A Sun tem a filha fora da ilha, e ódio mortal do Jack por não ter esperado Jin subir no helicoptero e ter explodido com o cargueiro. Eu acho que ela vai se aliar ao Widmore para sacanear o Jack, até ela descobrir que o Jin não morreu (sim, eu acho que ele sumiu com a ilha).

Já a Claire eu espero que tenha morrido, ô garota chatinha, só serviu para dar a luz ao Aaron. Sabemos que ela está acompanhada do pai em algum lugar.

Dr. Christian Shephard, ele sempre aparece bem. Assombrou o Jack como ninguém e levou Claire para o limbo, sem contar que ele é o representante oficial do Jacob.

O Hurley, coitado, foi usado (só ele via a cabana do Jacob), ficou doidinho fora da ilha, conversa com o Charlie morto e joga xadrez com Mr. Eko. Ele nem pensou duas vezes quando o Sayid foi lá buscá-lo para voltar a ilha. E os números continuam atrás dele.

A Juliet foi subaproveitada. Ela teve um flashback só para mostrar o quanto o Ben é f$%a. Ela ficou na ilha e devia aproveitar que o Sawyer também ficou.

O Desmond finalmente conseguiu sair da ilha e encontrar a Penny. Adoro o Desmond, brotha, acho que ele é muito importante na história.

O pessoal novo que apareceu ficou assim: O físico-bocão sumiu junto com a ilha, ele queria ir embora mas não aconteceu. A Ruiva ficou na ilha para descobrir seu passado (mistério...), o China que deve ter muito o que contar (afinal ele fala com mortos) ficou também, espero que ele fale mais na próxima temporada. O piloto do avião é um cara legal, ele só ajudou, e agora também guarda segredo.

Walt is back in the game, agora com 20 anos de idade e tamanho de jogador de basquete.

O downsizing foi razoável: Rousseau (ser ninja não adiantou nada), Karl, Alex, alguns figurantes, Keamy (deu trabalho, mas morreu), o capitão e o médico do cargueiro e o Michael (voltou só para morrer, e mereceu).

Momento lágrimas nos meus olhos: o telefonema do Desmond para Penny quando ele descobriu que ela era sua constante.

Momento me joga na areia e me chama de Freckles: Kate pulando no colo do Dr. Jack no flashfoward e o beijo que o Sawyer deu nela antes de pular do helicoptero. Suei.

Momento a produção poderia ter caprichado mais: na explosão do cargueiro.

Momento vou salvar o mundo: Sayid indo para ilha naquele bote, super macho.

Melhor flash-qualquer-coisa: o do Desmond e os dois finais que mostram os Oceanic 6 saindo da ilha.

Melhor apelido dado pelo Sawyer: vou com "Bruce Lee do cargueiro" para o China e "Kenny Rogers" para o piloto.

Momento me mata agora: Bernard dando conselhos sentimentais para Jin.

Momento família: a mãe da Claire revelando o parentesco da loirinha com o Dr. Jack. Muito bom!!

Momento extreme home make-over: deviam fazer um na casa do Hurley.

Momento David Copperfield: a ilha sumindo.

E as perguntas continuam....Porque Richard Alpert não envelhece? Quem diabos é o Jacob?? E o monstro de fumaça? Ninguém vai provar que a Kate não estava grávida quando entrou no avião?? Como é que eles vivem entregando as armas para os Outros e sempre tem mais??Como é que eles voltam para ilha? Como é que levam o Locke de volta? Quem é o verdadeiro vilão, Ben ou Widmore? O Ben vai matar a Penny? Qual é a ligação Libby-Desmond-Hurley?? Que coisas ruins foram essas que aconteceram depois que a ilha mudou de lugar?

Agora só em fevereiro de 2009.