28.7.06

A Escolha

A Escolha

Hoje eu, a Marina e um outro amigo que não quer ser identificado, e vamos chamá-lo de Lu....hum...Luigi, fomos fazer um passeio de caiaque pela orla de Fortaleza. Na volta paramos perto de um barco onde os pescadores estavam sintonizados numa radio AM que dava o resumo da novela das oito (que passa as nove). Obviamente paramos para escutar o que ia acontecer com a Helena e a menina grávida de gêmeos.

Na volta para casa resolvemos criar a nossa versão para uma novela, então aí vai a idéia central de A Escolha (The Choice). Globo? SBT? Record? Sony? Warner?

Nossa heroína (sem nome, mas eu voto em Heloisa em homenagem a Tia Helo, Manuel Carlos tem a Helena e nós a Heloisa), é uma moça (linda e loira, claro) que se encontra grávida de trigêmeos. Ela é uma moça trabalhadora que nas horas vagas é voluntária de uma instituição de deficientes mentais e confraterniza com os amigos GLBTs. Ela é casada, mas tem um amante afro-brasileiro.

Claro que a gravidez é conturbada e já com alguns meses os médicos descobrem que para a mãe continuar viva só uma das crianças pode sobreviver. Se as três crianças sobreviverem, a mãe morre. Nossa heroína se vê no meio desse dilema e sem coragem, ou melhor, com vergonha de perguntar ao médico se só ela pode sobreviver, sem crianças.

Com toda a tecnologia de ponta disponível numa novela, nossa heroína faz todos os testes, ultra, intra, infra, supra, dna, etc. É aí então que ela descobre que um de seus filhos é hermafrodita, o outro tem síndrome de down e o terceiro, uma menina, é de uma minoria racial. E agora? Qual filho escolher? Qual vai sofrer menos? Qual fará ela sofrer menos?

Já até temos uma abertura. Esses patinhos-alvo aí de cima passando pela paisagem carioca com uma bossa nova tocando ao fundo.

Bom, 5 minutos de caminhada e 10 minutos na piscina só deu para isso.

Aceitamos sugestões.

10 comentários:

  1. Luftal4:14 PM

    Heloísa vê-se entre vários dilemas: quer escolher a criança com maior possibilidade de vingar, mas sente culpa por ter de enfrentar (e pesar) seus próprios preconceitos. Quer premiar a afro-brasileira com a vida, mas hesita diante do seu egoísmo: o medo de ser desmascarada, ter seu caso com o afro-brasileirão revelado.

    A vida pelos 3, já avisou que é demais.

    ResponderExcluir
  2. "Lady" Marina9:40 PM

    haahahhahahahahahahahhahahahhaha
    nosso Lulu apareceu...hehehehehe
    mto bom o post ka!!!!hahaha
    morri de dar risada..alem de qndo a gente tava montando nossa trama!!!hehehhe
    bom..daqui pra frente, a gente tem duas opçoes: ou criar um blog e cada post ser um capitulo da novela, ou vc faz um especial aqui no caderno da tia helo com alguns capitulos da novela q pode virar uma minisserie...hehehe
    e ae..qual vai ser a escolha dessa vez?!?!
    bleeeh...horrivel...hehehe
    bom...chega de comentar e vamos jogar uno vai!!!


    P.S. faltou o momento emotivo do Lu dps q a mulher parou de contar os proximos capitulos da novela...hehehe

    ResponderExcluir
  3. Pois é Lady Marina (bem lembrado!) o Luftal, ops, Lulu dizendo que queria chorar ao saber que a menina da novela ia morrer relamente foi um ponto alto do nosso dia!
    Precisamos de um vilããão!!

    ResponderExcluir
  4. Lady Marina10:42 PM

    e ae ka...cade a relação dos personagens?!?!hehe...quero continuar nossa novela!!!
    e quero voltar praí!!!
    quero calor de novo!!!
    saudades jah!

    ResponderExcluir
  5. Ei! O vilão é o amante afro-brasileiro que descobre, por acaso (tipo ouvindo atras da porta) que um dos trigêmeos é dele! Dai ele passa a pressionar a heroína a salvar a pequena herdeira afro. :)
    Adorei essa trama!
    Bjos!
    PS: Adoro jogar Uno!

    ResponderExcluir
  6. Estamos quase todos concordando que o vilão é o amante afro-brasileiro (q devia ser interpretado pelo Will Smith só para a warner comprar os direitos). Eu acho que ela podia ter uma irmã invejosa e estéril que vai querer que ela morra para ficar com os três filhos (Alessandra Negrini nesse papel).

    Campanha pela volta da Lady Marina!

    Monicake, nós somos viciados no Uno! Quando estiver aqui em Fortaleza é só avisar que organizamos uma rodada. Ano passado eu tentei juntar um grupo de Uno no Rio , mas não consegui.

    bjs!

    ResponderExcluir
  7. Lady Marina6:25 PM

    Gostei das sugestoes [vilão e irmã]! E acho q a irmã podia descobrir do caso da nossa heroína com o afro-brasileiro e começar a seduzir ele..ae eles começam a ter um caso e juntos formam planos pra ficar com o[s] bebes e matar a mãe!!

    Ah, se essa campanha para a minha voltar envolver colaboraçoes eu [e meu pai] agradecemos!!=]

    Quero mais UNO!!!
    bj*

    ResponderExcluir
  8. Claudio Marcelo, o afro-brasileiro, luta pela sobrevivência do seu rebento - tudo para herdar a fortuna de Heloísa. O amante tentará reconquistar sua amada que tenta voltar para os braços do marido desde que descobriu a gravidez.

    Prenha, com dor nas costas e insatisfeita com a raiz dos cabelos que não mais poderá tingir, Heloísa passa a planejar seu suicídio. Diante de um marido que a rejeita e de um amante interessado em sua fortuna, ela decide deixar um testamento doando todo o dinheiro arrecadado pela sua cadeia de motéis e bingos para o criança esperança.

    Fingindo estar preocupada com a tia e mostrando-se interessada em ajudá-la, Gabriela Louise, a filha da babá de Heloísa, que trabalha para ela há mais de 30 anos, planeja, junto com o jardineiro, ex-amante da patroa e rancoroso desde que foi trocado pelo afro-brasileiro, facilitar o suicidio e falsificar o testamento da pobre rica mulher.

    ......
    !!!

    ResponderExcluir
  9. Luftal12:03 AM

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. Luftal12:07 AM

    Luftal disse...
    Só queria enaltecer a genialidade quase profética da nossa novela, agora que o Manuel Carlos, andou fuçando o Blog da Tia Helo. Ou por que motivo agora um dos filhos tem sindrome de Down. Ou é plágio dele, ou é adivinhação nossa. Genialidade ou profecia. Alguma coisa no meio. Mas nossa é bem melhor!

    Ka, revisa, viu?!

    ResponderExcluir