20.12.06

DoubleOseven - Cassino Royale

DoubleOseven – Cassino Royale

Primeiro veio Sean Connery, que tinha um certo ar estivador com charme. Pulando George Lazenby e indo direto para Roger Moore: o engraçadinho. Passa Timothy Dalton e vamos para Pierce Brosnan o lindão classudo e um pouco sacana(delícia).

Daniel Craig, outro que também tem um ar estivador, bebeu da fonte dos três e ainda trouxe mais testosterona para o espião que ama todas. E fez desse James Bond o mais macho-que-é-macho de todos. Muitas palmas para ele!!

James Bond corre pra caramba, bate pra caramba, apanha pra caramba, sangra, faz besteira, leva bronca da M, se apaixona (pela primeira e ultima vez) e até desfila o corpinho super sarado no mar do caribe....

A Bond Girl da vez é Eva Green que faz Vesper Lynd, a mulher da vida de Bond, e ela é linda.

Esse filme conta o começo da carreira de James como zero zero, e como ele se mete numa teia de terroristas, financiadores, e numa jogatina de pôquer. Tudo isso com perseguições espetaculares e muito humor bondiano (adoro!).

Senti falta de três coisas clássicas do Bond: Ms. Moneypenny, Q, e as mulheres da abertura. O resto está todo lá.

Tem que ver, não vou contar mais.

Bem, só o meu diálogo preferido:

Vesper: mesmo que só tivesse sobrado seu sorriso e seu dedinho você ainda seria mais homem do que todos que eu conheci.

JB: é porque você sabe o que eu posso fazer com o meu dedinho.

Bond, James Bond.... macho-que-é-macho até o dedinho.

A Tia Helo ia querer um martini, shaken and stirred, e ainda assim diria 245 “Ai, Jesus!” para esse filme, principalmente na cena da tortura “um pouco mais para esquerda” ahhahahahaha!

Um comentário:

  1. eita, kaká. vou acabar pirando se não vir logo esse filme!
    muchos besos

    ps.: muito bom te reencontrar aqui na terrinha, viu?!! ótimo, ótimo, ótimo! :D

    ResponderExcluir