1.6.10

The book is on the table

Passeando pela internet cheguei no The Speech Accent Archive.

A George Mason University o criou a partir de uma pesquisa dos diferentes sotaques nativos da língua inglesa e dos estrangeiros falando inglês.

Sotaque é uma coisa engraçada, muitas vezes definimos pessoas pelo jeito que falam, e isso acontece no mundo inteiro. No site tem homens e mulheres, de idades variadas, e de vários lugares do mundo, pronunciando a mesma frase em inglês. São todos identificados por idade, localização (tem até mapa), se são nativos ou não, quanto tempo estudaram/falam inglês e se falam outras línguas.

O site pode ser usado por linguístas, atores, professores de inglês, médicos, e curiosos como eu.

Lá dá para ouvir a diferença entre uma nova iorquina, um californiano e uma mulher de Boston. Dá para notar que nem todos americanos do sul tem o mesmo sotaque, Mississipi x Georgia. Tem inglês da Escócia, Australia, Africa do Sul, Inglaterra, India, Canadá e Jamaica.

O que eu achei mais divertido foi escutar como pessoas que não são nativas pronunciam a frase. O cara de São Paulo tem um sotaque misturado entre o britânico e brasileiro, a moça da Bahia fala inglês baiano, arrastado (que me lembrou muitos comissários de bordo em vôos nacionais), e o português de Lisboa fala manso.

Tem todas as outras línguas: croata, alemão, francês, francês belga, grego, mandarim, afrikaans, holandês, e muitas que eu nem sabia que existiam.

As vezes cansa escutar a mesma frase, mas achei divertido perceber as diferenças.

#ficaadica

Um comentário:

  1. Ricardo Rezende9:54 PM

    Legal mesmo! Só que esse cara de São Paulo é muito metido a inglês... Falou forçado demais e por isso não foi representativo do sotaque típico do paulistano falando inglês. Essa baiana também não é fluente, ao contrário dos outros.

    ResponderExcluir