25.9.14

Analisando a música: Killer Queen (Queen)

Hoje o blog faz 9 anos. NOVE. Nunca pensei que escreveria besteira por tanto tempo mas aqui estou. Esse blog começou como um blog coletivo com as amigas Luizinha e Sue, mas como me empolguei mais que elas, logo tomei conta e virou meu blog.

A Tia Helo, nossa musa inspiradora, existiu sim, era tia delas, ainda era viva quando começamos o blog e sempre foi uma figura única.

Como Analisando a música é o tópico mais popular do blog resolvi fazer um de comemoração.

A Tia Helo era fã do Freddie Mercury. Adorava. Não podia ver o bigodão na tv que parava para escutar. Se apaixonou pro ele quando o Queen veio para o Rock in Rio 1. Então no aniversário do blog vou analisar uma música dessa banda britânica que teve um dos melhores frontmans da história do rock.

Queen foi formada no início dos anos 1970 por Freddie Mercury, Brian May, Roger Taylor e John Deacon. Na época da faculdade May e Taylor tocavam numa banda chamada Smile aí o Freddie, que curtia o som da banda, se juntou a eles, trocou o nome da banda para Queen e o resto é história. Os quatro membros da banda são formados: May em astronomia, Deacon em eletrônica, Taylor em biologia e Freddie em design. E foi o Freddie Mercury que desenhou o logo da banda que é composto do símbolo astrológico dos membros: dois leões, um caranguejo e as fadas (para o signo de virgem). E como era não podia deixar de ser ele ainda colocou uma coroa (claro, afinal é o nome da banda é Queen) e uma fênix.



Todos são músicos excelentes e diversificados por isso o som do Queen é variado, elaborado e refinado. Cada um compôs pelo menos um hit da banda, e não foram poucos. E eles faziam de tudo dentro do estúdio e no palco. Musicas como Bohemian Rhapsody (que tem influencia de ópera) e Somebody to Love (quase um gospel) tem vocais elaborados com sobreposições das vozes dos membros da banda. Aliás, Bohemian Rhapsody é uma obra prima do rock, FATO.

Fui no uni duni tê e caiu Killer Queen. Adoro.

Killer Queen é do terceiro album da banda: Sheer Heart Attack de 1974. Foi o primeiro hit da banda tanto no UK quanto no USA. É uma música que mostra bem todo alcance vocal do Freddie Mercury que vai do grave ao falseto e o Brian May entrega um solo de guitarra muito bom.

É sobre uma garota de programa rykah, phyna e poderosa. Uma Rainha, ainda que arrasadora.

She keeps her Moet et Chandon
In her pretty cabinet
"Let them eat cake" she says
Just like Marie Antoinette
A built in remedy
For Kruschev and Kennedy
At anytime an invitation
You can't decline

Nada melhor para uma comemoração do que começar com um champagne clássico! E brioches, claro. Uma Rainha sabe das coisas. Ela é a solução para os problemas mais complicados, tanto que nunca se recusa um convite seu.

(algumas pessoas do forum dizem que essa parte da música indica que ela seria uma espiã na época da guerra fria, inclusive or causa do refrão que menciona pólvora e dinamite, mas eu acho que o Freddie só quis mesmo uma rima bacana para remedy.)

Caviar and cigarettes
Well versed in etiquette
Extraordinarily nice

Ela sempre tem caviar e cigarros (anos 1970 amigos), sabe mais etiqueta do que a Gloria Khalil e é extraordinariamente simpática.

She's a Killer Queen
Gunpowder, gelatine
Dynamite with a laser beam
Guaranteed to blow your mind
Anytime
Recommended at the price
Insatiable an appetite
Wanna try?

Ela é a Killer Queen, uma rainha mortífera. Pólvora + gelatina + dinamite + laser = POW, vai fazer você perder a cabeça (talvez literalmente). A qualquer hora. Dia ou noite. Estamos aí e pelo preço recomendado o apetite é insaciável. Quer experimentar?

To avoid complications
She never kept the same address
In conversation
She spoke just like a baroness
Met a man from China
Went down to Geisha Minah
Then again incidentally
If you're that way inclined

Óbvio que ela é discreta, sempre muda de endereço para não se complicar, e é muito fina, tanto quanto uma baronesa.
Ela conheceu um homem da China e, bem, eu não sei nem o que nem onde é a tal da Geisha Minah, então concluí que é um eufemismo para sexo oral. Que por sinal ela fez duas vezes. Se você estiver disposto... ui ui ui.

Perfume came naturally from Paris
For cars she couldn't care less
Fastidious and precise

Perfume? De Paris naturalmente. Carros? Não importa, contanto que chegue ao destino. A Killer Queen é minuciosa e precisa. Detalhes.

She's a Killer Queen
Gunpowder, gelatine
Dynamite with a laser beam
Guaranteed to blow your mind
Anytime

POW!

Drop of hat she's as willing as
Playful as a pussy cat
The momentarily out of action
Temporarily out of gas
To absolutely drive you wild, wild
She's all out to get you

Rapidamente ela pode ir da gatinha brincalhona a sem ação, temporariamente sem gas, só para enlouquecer o cliente. Eficiente, ela mostra serviço para receber de acordo.

She's a Killer Queen
Gunpowder, gelatine
Dynamite with a laser beam
Guaranteed to blow your mind
Anytime
Recommended at the price
Insatiable an appetite
Wanna try?
You wanna try!

E aí? Vai experimentar? Sim ou com certeza?

O video é típico anos 1970, só com a banda tocando. (Acho que hoje o PETA jogaria uma balde de tinta vermelha nesse casaco de pele do Freddie)



E uma versão ao vivo com bigodão para a Tia Helo.

2 comentários:

  1. Ana Paula (paulistanaqueenie)12:41 AM

    Olá - gostei muito do seu texto, parabéns! - Sou uma fã de Queen bem antiga e bem curiosa e pesquisando sobre a discografia e musicas da banda, caí nesta pagina! Só queria acrescentar - segundo já li em várias publicações sobre a banda, a canção ( que por sinal gosto bastante) com muita arte e poesia, se refira mesmo a uma garota de programa culta e muito refinada, isto é uma Rainha Matadora! Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana Paula!

    Obrigada!

    ResponderExcluir