4.7.15

Analisando a música: Tompkins Square Park (Mumford & Sons)

Semana passada o iPod mandou uma música no meio da caminhada e curti demais. Como meu iPod está com um pequeno defeito (só liga na tomada e depois que a tela escurece a música continua tocando mas não vejo nada) não sabia de quem era. Tentei um na na na, la la la, no Soundhound mas não deu certo.

(Como já disse aqui uma vez eu coloco músicas no iPod para escutar depois e acabo esquecendo até o modo shuffle me lembrar que existem)

Hoje tocou outra vez quando estava pulando corda e consegui lembrar um pedaço da letra. Ufa! Fui pesquisar e era Tompkins Square Park do Mumford & Sons.

Como assim não reconheci uma música do Mumford & Sons? Eles tem um som tão característico (um folk indie) e o vocalista tem uma voz bem reconhecível. Inclusive já analisei uma música deles aqui no bog: Roll Away Your Stone.

Em 2012 eles lançaram o segundo album, Babel, e foi um sucesso, ganhou grammy e tudo. O album é muito bom mesmo.

Aí acho que eles decidiram experimentar e saíram da zona de conforto, abandonaram os banjos, o contra-baixo acústico, pegaram guitarras e foram numa direção mais indie urbana e lançaram em maio desse ano o Wilder Mind. Acho ótimo quando bandas experimentam outros sons, pode dar certo ou não mas é sempre interessante.

As músicas de trabalho do album são Believe e Wolf (o album é muito bom), mas Tompkins Square Park é a minha preferida.

Nunca ia adivinhar que uma música com uma batida metrônomica e riff de guitarra seria deles. Exatamente por isso Tompkins Square Park é ótima para uma corridinha, pular corda e andar balançando a cabeça.

E o que diz a letra? Vamos analisar.

Tompkins Square Park fica no East Village em NYC. É um parque local do bairro. Não fui lá da última vez que estive em NYC, mas na próxima irei. A banda gravou esse album no Brooklyn e acho que vendaram os olhos, apontaram para um mapa da cidade, o dedinho caiu no Tompkins Square Park e colocaram na letra. Antes da renovação do bairro parece que esse lugar era dos beatnicks, alguns homeless, e foi palco de revoltas, mas agora é onde os hipsters levam seus cachorros para passear.

Parece que essa foi uma das últimas músicas a ser incluída no album mas é a de abertura.

Oh Babe, meet me in Tompkins Square Park
I wanna hold you in the dark
One last time
Just one last time

Acho que temos uma letra sobre fim de relacionamento, um assunto que rende ótimas músicas. Todos adoram uma boa dor de cotovelo.
Então ele começa chamando a Babe (que pode ser carinhoso ou genérico, você escolhe) para um encontro no parque e diz que quer abraçá-la no escuro (oi? medinho.) Uma última vez. Amigo, tem que ser no escuro? Depois que o parque fecha?
Mas vou usar minha veia romântica e dizer que é um encontro arriscado, cheio de emoção. Talvez o parque seja um lugar com algum significado para eles. Ou como disse o Arctic Monkeys "as noites foram feitas para falar coisas que não consegue dizer no dia seguinte".

And oh, babe, can you tell what's on my tongue?
Can you guess that I'll be gone?
With the twilight
With the twilight

Aí ele pergunta: "você sabe o que vou dizer?" e emenda com um "você adivinha que vou embora?" Ou seja, ele vai dar um fora nela, mas não antes do crepúsculo. Vamos ver se entendi: esse relacionamento está capenga mas ele quer tirar uma casquinha antes do fim?

But no flame burns forever, oh no
You and I both know this all too well
And most don't even last the night
No they don't, they say they don't

"Nenhuma chama arde para sempre, nós sabemos disso, e algumas não duram mais do que uma noite." Acho que ambos estão acostumados a relacionamentos modernos, de one night stands, e dispostos a deixar essa chama apagar. Os outros dizem que não acreditam (ou não conhecem) um amor/paixão que dure mais do que uma noite.

Oh, babe, I've never been so lost
I wanna hear you lie
One last time
Just one last time

Ele diz que nunca esteve tão perdido. Será que se apaixonou e não está sabendo lidar com isso? Quem nunca? "Quero escutar você mentir uma última vez", que mentira é essa? Talvez ela tenha dito a ele que o ama, ele não acredita, mas quer escutar mais uma vez. Ou quer que ela diga que vai ficar com ele uma última vez. (Como diz o Hozier, "vou te adorar como um cachorro no santuário das suas mentiras")

But, oh babe, I really wish you would not cry
I only ever told you one lie
When it could have been a thousand
It might as well have been a thousand

Mas ele também mentiu, e pelo jeito não foi pouca coisa já que mil mentiras poderiam substituir. Dr. House já dizia: "Everybody lies."

But no flame burns forever, oh no
You and I both know this all too well
And most don't even last the night
No they don't, they say they don't

E a chama apagando...

And we can talk it round again girl
Round and round, round and round again
Or we could leave it all tonight
Leave it all just leave it all

Ele sugere que podem ficar num eterno loop nessa DR ou deixar para lá e aproveitar a noite. Ou deixar para lá para sempre. Acho que ele não quer acabar esse namoro/fica/amizade colorida/whatever.

I never tried to trick you babe
I just tried to work it out
But I was swallowed up by doubt
If only things were black and white
'Cause I just want to hold you tight
Without holding back my mind
Without holding back my mind

Ele diz que nunca quis enganá-la, que tentou tudo para que a relação funcionasse mas que foi consumido pela dúvida. Uma geração de pessoas inseguras. "Gostaria que as coisas fossem preto e branco." Assim seria mais fácil mesmo, mas a área cinza é grande. Relacionamentos são complicados. Ele só quer abraçá-la forte sem ter que que pensar muito (sem ter que segurar o que sente). No escuro do parque.

But no flame burns forever, oh no
You and I both know this all too well
And most don't even last the night
No they don't, they say they don't

Ai, gente, não deixa a chama apagar, já que começou o fogo coloca uma lenha aí para manter a chama acesa.


Acho essa banda muito simpática.





Um comentário:

  1. Adorei!! Tava procurando esse bendito parque por causa da banda... Kkkk :)

    ResponderExcluir