10.10.09

Santiago, Chile



Santiago nao eh amor a primeira vista, eh uma cidade que tem que se acostumar. A primeira impressao, para mim, foi uma vibe leste europeu, mas a medida que se vai conhecendo melhor se ve uma cidade bem organizada, civilizada.
As avenidas sao largas, o transporte publico funciona muito bem e cobre a cidade inteira, tem uma area toda de predios novos, modernos, o centro tambem eh organizado com muitas ruas para pedestres. O transito funciona bem, e ate na hora do rush a coisa flui, e dirigir aqui nao eh dificil.

No comeco eu achei que a arquitetura nao valorizava o que a cidade tem de mais bonito: os Andes, mas depois de ver a parte nova da cidade revi meus conceitos.

Os Chilenos sao muito educados e prestativos. Sempre se fazem entender e compreendem o meu portunhol que eh uma maravilha.

Nos ficamos em Providencia que eh um bairro central, entre downtown e a parte mais nova da cidade. O hotel era legal, o cafe da manha muito bom, o unico porem eh que, apesar do wi-fi gratis, o provedor do hotel bloqueava o twitter (mas eu sobrevivi).

Nos comecamos pela La Chascona, a casa do Pablo Neruda, que sao 3 casinhas num terreno irregular, com um jardim bonito e vista para os Andes com neve.




olhos na casa do neruda

Andamos pelo bairro Bella Vista, que tem muitos restaurantes, e onde fica o parque que tem um bonde para subir o morro (nao subi o bondinho, mas ainda volto la).

street art

bares no patio bella vista

Atravessamos o rio e o parque Florestal e fomos ao Museu Nacional de Belas Artes, uma construcao francesa, onde estava uma exposicao muito boa do Mario Irarrazabal, escultor chileno (o da mao no deserto de atacama).


museu belas artes

Almocamos no mercado central, no Donde Augusto, que parece ser o dono do pedaco. A comida eh muito boa, tudo eh super fresco (nao so la como em todos os lugares que comemos).

salmao fresquinho

Demos uma volta na Plaza de Armas e no Palacio de la Moneda, que tem um centro cultural moderno no subsolo.

plaza de armas

la moneda

No outro dia fomos ao bairro Las Condes, que eh mais novo com muito predios residenciais e um shopping legal, o Parque Arouco (as coisas aqui sao mais caras que na Argentina, mas ainda mais barato que no Brasil, os importados especialmente).

escultura

Ainda vamos voltar a Santiago, e conto mais depois.

2 comentários:

  1. Que lindo Karine!
    Agora esta dando vontade de ir ai tambem.
    Beijos e divirtam-se muito.

    ResponderExcluir
  2. Ricardo Rezende11:58 AM

    Depois de um tempo de silêncio, eis que surgem os relatos tão aguardados (ótimos, as usual).
    Boa continuação de viagem!
    Beijo,
    Ricardo

    ResponderExcluir