6.1.11

Forte do Leme


O Forte Duque de Caxias, nome atual, já foi o Forte da Vigia, Forte da Espia e Forte do Leme. Foi construído entre 1776 e 1779 para defender a entrada da Baía de Guanabara de uma iminente invasão espanhola. Em 1913, a partir de um projeto alemão, o forte foi reformado peças pré-moldadas de concreto e instalaram os obuseiros.

o forte fica no alto do morro do leme

Não é um forte grande, mas a vista é espetacular. Todo turista que vem ao Rio conhece o Forte de Copacabana (que é maior, mais equipado, tem museu, uma vista maravilhosa e uma Colombo), mas o Forte do Leme é um passeio muito legal que poucos fazem.

O Forte passou por uma reforma em 2010, ficou fechado de março a setembro, e agora está pronto para visitação. O corredor escuro dava medo e agora está todo iluminado. Os paióis servem de galerias culturais, em outra sala tem um video explicativo da história do forte e sobre a reforma, e tem um memorial ao Duque de Caxias. Colocaram painéis sobre o reflorestamento que vem sendo feito desde 1987 *, sobre a fauna e flora do Morro do Leme e contando a história do Forte. Ainda tem dois pátios com os obuseiros (canhões, para os não tão íntimos). E andando por cima é que se tem uma das melhores vistas do Rio: praia de Copacabana, Pão de Açúcar e da entrada da Baía de Guanabara.

corredor renovado

obuseiros

cactus


flores


borboletas


micos


de um lado: copacabana


do outro lado: pão de açúcar e entrada da baía de guanabara


Para chegar até o Forte tem que subir um caminho, calçado de paralelepípedos, de 800m. A subida é agradável, no meio de árvores altas e com vista do mar em alguns trechos. Vou ser sincera, não é uma subida difícil, mas facilita se tiver um preparo físico razoável, especialmente para os 100 metros finais. Se o preparo físico não for bom, não tem problema, nos fins de semana colocam um carrinho para subir.

caminho arborizado


vista no meio do caminho


últimos 100m


O Forte abre de terça a domingo, de 9:30 as 16:30, a bilheteria fecha as 16:00. Custa R$4 a inteira, R$2 a meia e militar não paga. A visita com o carrinho custa R$10, inteira, R$5, meia, mas só funciona sábado, domingo e feriado. Mais informações no site do CEP (com muitas fotos do Forte)

Eu, como local do Leme, já subi no Forte várias vezes. Antes a subida já valia pela vista e agora com a reforma ficou melhor.

Chegando lá em cima tem bebedouro e banheiros. Tem uma cantina, mas dessa vez não estava aberta. Ainda assim eu aconselho levar uma garrafinha de água, just in case. Muitas pessoas sobem de chinelo, mas acho melhor calçar um tênis, principalmente para a descida.

uma água geladinha vai bem depois da subida

*em 1988/89 quando o Bateau Mouche afundou, lembro de ter subido a estrada que leva ao Forte e na metade dava para ver o resgate do barco, hoje no mesmo local é uma mata fechada.

3 comentários:

  1. Anônimo10:01 PM

    As fotos estão lindas. Adorei e senti saudades do forte.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo6:18 PM

    BOa noite, fui responsável pelos projetos de reforma do forte do leme em geral, inclusive do prédio do CEP. Fico feliz ao saber que a obra foi admiradad tanto funcionalmente quanto estéticamente. Convido à todos que façam visitas ao Forte sempre que possível. Obrigado a todos pela observação positiva sobre a reforma. Diego Muniz .

    ResponderExcluir
  3. SOLDADO SAMPAIO4:37 PM

    SAUDADE DO FORTE SERVI LÁ NO ANO DE 1988 FIQUEI TRISTE DE VOLTAR NO TEMPO SAUDADE DOS AMIGOS DAQUELE TURMA QUE NEM SEI ONDE ESTÃO FIQUE COM DEUS

    ResponderExcluir