9.9.12

Analisando a música: Heavy Cross (Gossip)

Gossip é uma banda americana formada em 1999 em Olympia, no estado de Washington, no noroeste dos EUA. Essa área dos EUA é rica em bandas boas, afinal é lá que fica Seattle a cidade do grunge e Portland que tem como lema "keep Portland weird", festa estranha com gente esquisita, não tem lugar melhor para abrigar uma banda indie. O que é uma banda indie? Indie vem de independent, que são as gravadoras pequenas que lançam essas bandas obscuras e acabou virando um gênero. A música indie não tem um ritmo ou batida específica, pode ser pop, rock, dançante, alternativo, contanto que seja underground. Quando vira main stream deixa de ser indie. Ou não.

A Gossip é formada por um guitarrista, uma baterista e a vocalista Beth Ditto. Além de uma voz suave e potente tudoaomesmotempoagora, Beth é gordinha com orgulho. Segundo ela, começaram a banda porque estavam entediados e "our mission is to make you dance, and if you're not gonna dance, just stay at home and listen to the oldies station". A Beth Ditto também gosta de ser polêmica, mas ela tem ginga e conquistou até os fashionistas.

Heavy Cross é do sexto album da banda "Music for Men" de 2009. Gosto muito dessa música, é boa para correr, para dançar e para cantar junto.

A Beth Ditto disse que essa música é sobre "amazing people who devote their lives to undoing things, and I feel that's the essence of punk now because punk's already been done, it's old. It's about recreation and my friends, who I feel like are the ultimate creative re-creators." Tapa a cara do velho punk. Bufo! Desfazer é recriar, mas estou me adiantando.

Eu acho que essa música é sobre a prostituição. Nada de corações partidos, fim de relacionamento, mimimi. As outras duas músicas sobre o tema, que eu conheço, são: Roxanne, do The Police (Sting, luv ya) e Call Me do Blondie. Na verdade, Heavy Cross tem frases que duplo sentido que podem significar outras coisas, mas estou aqui exatamente para analisar, então vamos carregar essa cruz.

It's a cruel cruel world, to face on your own,
A heavy cross, to carry alone,
The lights are on, but everyone's gone,
And it's cruel


É um mundo cruel para encarar sozinha, uma cruz pesada para carregar sem ajuda (help!). Nisso todo mundo concorda, seja vivendo e trabalhando nas ruas ou não. Aí as luzes ainda estão acesas, mas todos já se foram. CRUEL. A esquina vazia não ajuda e ninguém merece fazer hora extra.

It's a funny way, to make ends meet,
when the lights are out on every street,
It feels alright, but never complete,
without you


É um jeito engraçado/curioso de ganhar a vida, nas ruas escuras. Se é engraçado ou curioso eu não sei, mas é a profissão mais antiga do mundo e nada estranha. Aí ela diz que é tudo ok, mas nunca completo sem você. Isso pode significar 2 coisas: 1) claro que não é completo sem o cliente OU 2) vai ver ela não é prostituta coisa nenhuma, é gari noturna e só gosta de limpar as ruas escuras com o amigo (ou amiga no caso da Beth Ditto).

I trust you, if it's already been done, undo it,
It takes two, it's up to me and you, to prove it,


Mas ela confia, e se já foi feito, desfaça. Segundo a própria Beth Ditto, essa frase na verdade quer dizer: se já foi feito, faça de outra forma, crie ou recrie. E que precisa de duas pessoas para comprovar, testar, testemunhar (olha que romântico, só que não). Acho que é ela dizendo para o cliente/amigo/amiga que topa tudo.

All the rainy nights, even the coldest days,
you're moments ago, but seconds away,
The principal of nature, it's true but, it's a cruel world


Noites escuras, dias frios....tem que trabalhar né? Adoro essa frase a seguir: você está momentos atrás mas segundos a frente da próxima coisa, ou seja, entre passado e futuro, sempre no presente. O princípio (ou essência) da natureza, é verdade mas é cruel. Desde o iníco dos tempos é assim. (eu disse que era a profissão mais antiga do mundo)

We can play it safe, or play it cool,
follow the leader, or make up all the rules,
whatever you want, the choice is yours,
So choose,


Ela oferece algumas opções, podem ser seguros ou ousar mais um pouco, seguir o chefe ou criar as próprias regras, o que o cliente quiser, a escolha é dele. Escolhe, po**a! Claro que tudo isso também pode ser uma filosofia de vida, porque, vamos combinar, pior é não escolher.

I trust you, if it's already been done, undo it,
It takes two, it's up to me and you, to prove it,

I trust you

Confiança é a chave do negócio. Let's do it and undo it.





Um comentário:

  1. Muito bacana sua interpretação... penso o mesmo!

    ResponderExcluir