18.1.15

Analisando a música: Chandelier (Sia)

Um dos videos que fez mais sucesso ano passado é dessa música da Sia.

Quem é Sia? Eu também não conhecia, e pelo jeito não vou saber quem ela é porque agora ela só canta de costas para o público.

A vi no programa do Graham Norton. Ela cantou o tempo todo e deu a entrevista de costas. Foi meio bizarro. Ela disse que não que ser famosa e quer ficar longe dos holofotes, mas quer que a música faça sucesso. Bem, isso ela conseguiu. (Depois descobri que ela sofre de depressão e teve ataques de pânico.)

Sia é uma cantora pop australiana que começou a carreira em 1996. O primeiro hit foi "Taken For Granted" em 2000. Ela lançou 4 albuns até 2010 quando lançou We Are Born e se "aposentou". A Sia decidiu se recolher dos palcos e só compor.

Ela é uma compositora de mão cheia, distribui hits mais do que um crupiê cartas no cassino. Só para vocês terem idéia, ela compôs: Diamonds da Rihanna, Pretty Hurts da Beyoncé, Perfume da Britney, e Titanium do David Guetta.

Parece que um dia ela estava compondo e achou que Chandelier seria uma música ótima para ela mesma e a partir daí criou um conceito para o album 1000 Forms of Fear que foi lançado em 2014. A Sia também criou essa imagem da loira chanel para que seja uma marca dela (como aquele cabelo bolo de noiva da Amy Whinehouse).

E é aí que entra o video da garotinha de peruca loira que faz uma coreografia contemporânea.

Mas, sobre o quê é Chandelier? Vamos analisar.


Party girls don't get hurt
Can't feel anything, when will I learn
I push it down, push it down

A música é sobre uma garota festeira, que não perde a oportunidade de estar na pista. Acontece que como todos nós que um dia já tivemos ressaca, inclusive moral, sabemos que essa vida não pode durar para sempre.
Ela fala que não sente nada e se pergunta: "quando vou aprender?". É um vício.

I'm the one "for a good time call"
Phone's blowin' up, they're ringin' my doorbell
I feel the love, feel the love

Ela é a ligação que todo mundo faz quando querem se divertir. O telefone toca direto e até batem na porta dela. Assim ela se sente amada. (Mas para isso tem que estar sempre animada e pronta para uma festa. Quem consegue ficar assim o tempo todo? Pois é.)

1,2,3 1,2,3 drink
1,2,3 1,2,3 drink
1,2,3 1,2,3 drink

Throw em back, till I lose count

1,2,3 bebe! E lá se vão os shots (tequila, whiskey, vodka, etc) até perder a conta. Só assim para ela se animar. Beber até se sentir confortavelmente entorpecida. (como já disse o Pink Floyd).

I'm gonna swing from the chandelier, from the chandelier
I'm gonna live like tomorrow doesn't exist
Like it doesn't exist
I'm gonna fly like a bird through the night, feel my tears as they dry
I'm gonna swing from the chandelier, from the chandelier

Aí com o alcool fazendo efeito o que ela diz que vai fazer? Se pendurar no candelabro e balançar como se não houvesse amanhã. Nesse ponto da noite a bebida (e talvez drogas) já fazem efeito e ela está na fase "me sinto indestrutível e livre". No meio da estrofe, num quase desespero querendo muito acreditar, ela fala que vai voar como um pássaro e sentir as lágrimas secando. Gente, ela sabe que não está bem, mas afinal ela é a party girl.

And I'm holding on for dear life, won't look down, won't open my eyes
Keep my glass full till morning light, 'cause I'm just holding on for tonight
Help me, I'm holding on for dear life, won't look down, won't open my eyes
Keep my glass full till morning light, 'cause I'm just holding on for tonight
On for tonight

Aí chega aquela parte da noite que todo mundo já começa a ir embora, mas tem gente que nunca sabe quando a festa acaba. A tonteira começa a ficar pior, é a ressaca batendo na porta, mas ela que se manter otimista porque é só por hoje a noite (doce ilusão). E ela pede ajuda, porque é só por hoje a noite (continua se iludindo).

Sun is up, I'm a mess
Gotta get out now, gotta run from this
Here comes the shame, here comes the shame

O sol nasce, a maquiagem está vencida, a roupa amassada, está na hora de ir embora. E lá vem a ressaca moral....

1,2,3 1,2,3 drink
1,2,3 1,2,3 drink
1,2,3 1,2,3 drink

Throw em back, till I lose count

Fazer o que? Tomar umas pílulas para recompor. (Esse 1,2,3 também pode ser algumas pílulas que ela toma para se manter animada ou viva mesmo).

I'm gonna swing from the chandelier, from the chandelier
I'm gonna live like tomorrow doesn't exist
Like it doesn't exist
I'm gonna fly like a bird through the night, feel my tears as they dry
I'm gonna swing from the chandelier, from the chandelier

And I'm holding on for dear life, won't look down, won't open my eyes
Keep my glass full till morning light, 'cause I'm just holding on for tonight
Help me, I'm holding on for dear life, won't look down, won't open my eyes
Keep my glass full till morning light, 'cause I'm just holding on for tonight
On for tonight

Numa segunda análise essa música pode ser sobre depressão e alcoolismo. Que esse "vou balançar do candelabro" e que essa vontade de viver como se não houvesse amanhã talvez seja uma euforia passageira. Essa interpretação é reforçada pela estrofe que ela diz que está "agarrando a sua preciosa vida, que não vai olhar para baixo, não vai abrir os olhos" e pede ajuda para se manter otimista. Ela se engana dizendo que é só por hoje a noite, mas os demônios voltarão. O vício é cíclico.

Ainda bem que a música é boa, porque essa análise deixa qualquer um deprimido. 1,2,3 drink!

A garotinha do video (Maddie Ziegler) faz uma coreografia sensacional no meio de um apartamento muquifo no que parece ter sido filmado em um take. 1,2,3 aperta o play!




A garotinha fez tanto sucesso que a Sia a colocou num segundo video, Elastic Heart, também muito interessante, junto com o Shia LaBeouf. (não gosto muito dele como ator, mas ele faz careta bem)

7 comentários:

  1. Anônimo11:43 AM

    Muito boa a sua análise. Eu tmb estava fazendo uma analise dela pq a letra na verdade é profunda apesar das batidas e da melodia libertadora.
    Acho o final da musica a parte mais bonita. pq pelo que entendo, mesmo ela viciada, ela ainda tem esperança de conseguir sobreviver sem precisar dos seus vicios pra ser feliz.
    ótima analise.

    ResponderExcluir
  2. @anonimo o seu final para a música é otimista, que bom. :)

    ResponderExcluir
  3. Anônimo5:07 PM

    Bacana Tia Helo. Obrigado!

    ResponderExcluir
  4. Anônimo12:59 AM

    NA VERDADE VENDO A TRADUÇÃO E ANALISANDO QUE APÓS A FESTA E ESSE DESEJO DE CURTIR COMO SE NÃO HOUVESSE AMANHÃ....ACHO QUE ESTÁ SE REFERINDO A SUICÍDIO....POR CONTA DA DEPRESSÃO....E "TAMBÉM SE PENDURAR NO LUSTRE" QUEM PRECISA TOMAR TODAS PARA A VIDA ESTAR BEM....????

    ResponderExcluir
  5. Escutei essa música ao vivo em um casamento, como não conhecia, vim procurar a tradução. Puts, vi que a música tem até uma melodia romântica, mas a letra não é adequada para um enlace matrimonial, assim eu penso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tocaram essa música na cerimônia do casamento? Realmente não tem nada a ver, mas se for na festa (especialmente no fim) acho que dá par ao pessoal cantar e dançar junto (depois de umas bebidas então...).
      Vai ver a música tem um significado especial para os noivos independente da letra.

      Excluir
  6. Anônimo1:30 PM

    SIA RAINHA

    ResponderExcluir