29.3.17

Sobre remakes

No início desse mês saiu uma notícia que iriam refilmar Matrix mas já disseram que não vai ser nem remake nem reboot.

Remake é refilmar uma nova versão que pode ou não ter algumas diferenças. Reboot é recomeçar a série fazendo um filme novo muito parecido com o anterior com algumas diferenças, como ficam fazendo com o Batman e Superman.

Nada contra remakes nem reboots afinal tem alguns que são ótimos como: Os Infiltrados (remake de um filme coreano), A Mosca de 1986 (remake do filme de 1958), Scarface de 1983 (remake do filme de 1930), Vanilla Sky (remake do filme espanhol), Batman Begins (reboot da série do Batman pelo Christopher Nolan), O Despertar da Força (que dizem que não é, mas todo mundo sabe que é um reboot de Star Wars), Planeta dos Macacos (teve remake em 2001 e reboot em 2011 dos filmes da década de 1970), etc.

Não sei se eu me interessaria em ver um reboot ou remake de the Matrix. Talvez só se garantissem que o Keanu Reeves estaria no filme, mas vamos ver o que esse pessoal vai aprontar e se chegar aos cinemas decido se verei ou não.

Mas eu queria falar de outro filme do Keanu Reeves que ganhou um remake (não muito bom).

Caçadores de Emoção  (Point Break) é um dos meus filmes favoritos da década de 1990. Vi umas 3 vezes só no cinema. Esse filme de 1991 tem Keanu Reeves e Patrick Swayze nos papéis principais e foi dirigido pela Kathryn Bigelow (que em 2010 foi a primeira mulher a ganhar um Oscar de melhor direção por The Hurt Locker).

A trama é básica: um grupo está roubando bancos na California e o Keanu Reeves é o agente novato do FBI que foi designado com seu parceiro boa praça a investigar o caso. O parceiro do Keanu tem uma teoria que os ladrões são surfistas. Keanu então decide ter umas aulas de surf para ver se encontra os ladrões enquanto pega uns tubos. Nessas sessões de surf com uma surfista local que ele arranjou como professora, o Keanu acaba conhecendo o Patrick Swayze e seu bando.

A galera do Patrick Swayze é bacana, eles surfam (e fazem outros esportes radicais), vivem numa boa, na praia, planejam viagens pelo mundo e estão buscando o eterno verão.

Claro que o Keanu depois descobre que Patrick and friends são os ladrões e aí tome ação e perseguição. Acontece que esses ladrões apenas queriam din din para manter seu vício em adrenalina, roubavam bancos mas não machucavam ninguém - até Keanu descobrir tudo. No fim Patrick consegue fugir e pegar a sua mega onda (fatal) em Bells Beach na Australia, MAS houve um aprendizado por parte do Keanu Reeves de que a vida não é só escritório e que o mundo está aí para ser visto e experimentado.

Pula para 2015 e o remake de Caçadores de Emoção. É tanto uma refilmagem que os nomes dos personagens são os mesmos. Johnny Utah que era Keanu agora é o australiano (e, sim, tomou leitinho) Luke Bracey e Bodhi deixou de ser um loiro californiano Patrick Swayze e virou um morenão Edgar Ramirez.

Nessa nova versão o Johnny Utah é um motoqueiro de esportes extremos que depois de um acidente com seu BFF decide virar policia e entra no FBI. Deram uma backstory para o Johnny Utah que no outro filme a gente só sabia que ele tinha sido jogador de futebol americano.

Johnny se forma no FBI e mandam ele trabalhar num caso que envolve ladrões que roubam usando técnicas de esportes radicais e algumas armas. Esses ladrões roubam, não ficam com o dinheiro/diamantes/whatever, eles distribuem, mas eventualmente usam suas metralhadoras. Johnny super esperto logo saca que eles estão atrás de completar uma lista de façanhas que os vai levar até o Nirvana. Isso mesmo, ladrões esportistas radicais new age. E patrocinados por um ricaço árabe.

O parceiro do Johnny no FBI nesse filme está lá só para ser do contra.

As cenas de ação desse filme são superiores as do filme de 1991, afinal devem ter tido uma produção maior ($$$) e as técnicas de filmagem tiveram um upgrade. Tem menos surf mas tem mais paraquedas, esqui e escalada. E uma volta ao mundo.

Mas o fim é a mesma coisa, Johnny se dá o trabalho de ir até o meio do oceano só para ver Bodhi filosofar sobre a vida, universo e tudo mais, pegar a maior onda de todos os tempos ever e provavelmente morrer.

Agora me digam, precisava desse remake? Tirando as cenas de ação, o original é superior em tudo, especialmente na ligação que o Keanu Reeves tem com o Patrick Sawyze. Essa relação tem mais significado porque o Keanu Reeves não era dos esportes radicais, não era um cara que via outra possibilidade na vida que não trabalhar no FBI. Já no filme novo o Johnny já vinha desse mundo e o Bodhi só fez atiçar a vontade dele de voltar.

E vamos combinar que não tem leitinho que o Luke Bracey tenha tomado que vai faze-lo chegar aos pés do Keanu Reeves.

Pessoal que quer fazer um novo Matrix, tenho um conselho para vocês: pensem bem.

keanu surfista 

(Caçadores de Emoção de 1991 tem no Netflix, fica a dica.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário