1.11.05

Diálogo

Diálogo

Dois indivíduos do sexo masculino numa conversa casual em algum lugar da capital cearense.

- Macho, tu vai saí hoje?
- Macho, acho que eu vô no Marromeno, macho.
- Mas, macho, lá só tem gato réi.
- Eu sei macho, a menina que eu tô paquerano butô um buneco doido pra sair hoje e eu acho que ela vai ta lá.
- Macho, tu tá pensano o que? Mulé bunequeira é o maior pau no cu.
- Eu sei, macho.
- Então macho, vamo no Mucuripe que lá tem o Mr. Babão hoje.
- Macho, num sei não, é o maior buneco para entrar aquela boate onde ele toca, macho.
- Égua, macho, deixa de ser bunequeiro! O Paulim (Joãozim, Pedrim....) coloca a gente pra dentro, mó limpeza ó, macho.
- Aié, macho?! Então eu vô. A rapariga que se dane.

Esse post foi para os meus primos que, de vez em quando, falam assim e quem sabe lendo isso aqui eles param.

Até pensei em traduzir, mas quem quiser saber me manda um e-mail.

À Tia Helo eu peço mil desculpas aos 200 atentados a língua portuguesa, e pelos palavrões, mas o pessoal aqui no Ceará fala assim mesmo.

Obrigada ao Rafael pela inspiração aí nos comentários.

Um comentário:

  1. Anônimo5:04 PM

    pq vcs num param de escrever essas besteiras enche o saco parece até bebezinho brincando de falar gugu dada

    ResponderExcluir