15.1.13

Analisando a música: Dancing In The Dark (Bruce Springsteen)

Bruce Springsteen é um roqueiro de New Jersey que está aí desde a década de 1970. Começou a carreira tocando em bares perto das usinas de aço até fazer sucesso com o album Born To Run de 1975.

Bruce, conhecido como The Boss, é rock n' roll.

Eu só fui conhecer o Mr. Springsteen quando ele lançou seu album de maior sucesso até hoje: Born In The USA de 1984. Além de ter uma das capas de disco mais conhecidas (e bacanas) de todos os tempos, tem três de seus maiores hits: Born In The USA, Glory Days e, a analisada da vez, Dancing in The Dark.

Bruce Springsteen já ganhou 2 Globos de Ouro (por Streets of Philadelphia e The Wrestler), um Oscar (também pela ótima Streets of Philadelphia) e inúmeros Grammys. A carreira dele é longa, tem muitas músicas boas, faz shows animados e até fala em eventos de vez em quando. Eu gosto da voz rouca grave e rasgada. #prontoconfessei

Bruce é ativista de várias causas, suas músicas tem letras que refletem isso, mesmo que as vezes sejam muito animadas e ninguém repara muito no que significam (como Born In The USA que é sobre a guerra do Vietnam, mas todo mundo só quer cantar o refrão).

Dancing In The Dark é uma dessas músicas com ritmo dançante com uma frase que pega (You can't start a fire without a spark). Eu achava que era uma música romântica, nunca tinha reparado na letra, até hoje. Foi a última música que Bruce compôs para o album e reza a lenda que ele estava num branco total, então é uma música sobre......a busca por inspiração.

Como Bruce é um poeta, além da busca por inspiração, essa música também pode funcionar como um booty call. Por que não resolver 2 problemas com uma canção bacana? Na verdade, agora que prestei atenção na letra, acho que essa é uma canção bipolar - animada só que não (mas é ótima para dançar e correr).

I get up in the evening
And I ain't got nothing to say
I come home in the morning
I go to bed feeling the same way

Depois de dormir o dia inteiro ele acorda no início da noite e ainda não tem a dizer, nem escrever, nem compor. O que fazer? Vai para gandaia, chega em casa de manha ainda com ressaca moral e sem inspiração nenhuma. Não está fácil.

I ain't nothing but tired
Man, I'm just tired and bored with myself
Hey there baby, I could use just a little help

Cansado e entediado (Bruce, tem remédio para isso. #justsaying), ele quer uma ajudinha (opa! estamos aí!).

You can't start a fire
You can't start a fire without a spark
This gun's for hire
Even if we're just dancing in the dark

O refrão que tem essa frase que fica na cabeça: "you can't start a fire without a spark", é aí que a mágica acontece, na faísca inicial do fogo. A expressão "gun for hire" é coisa de mafioso: assassino de aluguel, OU alguém que topa TUDO (por dinheiro ou não, conhecido como: moralmente flexível). Nesse caso a segunda opção se aplica, ainda mais que seguido de "dancing in the dark" (que, obviamente, é um eufemismo para sexo a não ser que a pessoa seja cega de fato ou tenha faltado luz). Tudo por uma fagulha. Quem nunca?

Message just keeps getting clearer
Radio's on and I'm moving around my place
I check my look in the mirror
I wanna change my clothes, my hair, my face

Parece que a inspiração está aparecendo. Ou não. Inquieto, anda de um lado para outro. Insatisfeito quer mudar roupa, cabelo, rosto. (Já disse que tem remedinho para isso)

Man, I ain't getting nowhere
I'm just living in a dump like this
There's something happening somewhere
Baby, I just know that there is

"Cara, assim não chego a lugar nenhum, ainda mais morando nesse buraco." É muito descontentamento numa frase só. E como toda pessoa ansiosa e angustiada, ele sempre acha que alguma coisa está acontecendo onde ele não está.

You can't start a fire
You can't start a fire without a spark
This gun's for hire
Even if we're just dancing in the dark

A solução é tentar iniciar essa faísca para acender a chama.Vamos pegar essa arma de aluguel (ui!) e dançar no escuro. (Bruce, seu safadinho)

You sit around getting older
There's a joke here somewhere and it's on me
I'll shake this world off my shoulders
Come on baby the laugh's on me

Ok, voltamos ao modo filosófico. Estamos todos envelhecendo, claro, mas o Bruce acha que é uma pegadinha com ele. Sente que a vida está passando...

Stay on the streets of this town
And they'll be carving you up alright
They say you gotta stay hungry
Hey baby, I'm just about starving tonight
I'm dying for some action
I'm sick of sitting 'round here trying to write this book
I need a love reaction
Come on baby, give me just one look

...Que se ficar só nas ruas daquela cidade (o tal buraco que ele mora) vão te sacanear. O segredo é se manter com fome (sede, whatever), mas ele já esta faminto, ou seja, vontade não falta! Aliás, vontade, desejo e disposição ele tem. Cansou de tentar colocar as palavras no papel e agora quer buscar a inspiração num estímulo amoroso. Bruce precisa de só uma olhadinha para provocar a faísca. (uiuiui!)

You can't start a fire sitting 'round crying over a broken heart
This gun's for hire
Even if we're just dancing in the dark
You can't start a fire worrying about your little world falling apart
This gun's for hire
Even if we're just dancing in the dark

Uma verdade: não tem labareda que resista uma fossa e nem aos problemas do seu mundinho. Esquece tudo e aluga logo essa pistola nem que seja só para uma dança no escuro.

Vamos esquecer os problemas e acender essa fagulha dançando no claro (ou no escuro, como preferir) estilo anos 1980 junto com Bruce e a Courtney Cox (a Mônica de Friends no início de carreira).

5 comentários:

  1. Adoro suas análises e essa foi mais uma com a qual me toquei com uma nova perspectiva. Continue fazendo isso, linda.Beijão.

    ResponderExcluir
  2. @José Francisco, obrigada! :)

    bjo!

    ResponderExcluir
  3. Luís H.Oraggio10:28 PM

    Gostei da análise.
    Também sempre curti esta música.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Essa música é excelente, e sua análise me mostrou que ela é ainda melhor ... bjao linda.

    ResponderExcluir
  5. @ Rafael, obrigada querido! bjos.

    ResponderExcluir