18.6.14

Game of Thrones 4a temporada

O Brasil empatou ontem com o México num jogo para lá de chato. Então vamos falar de coisas interessantes: Game Of Thrones!

Já fiz um resumo das três primeiras temporadas.

Então chegamos a ótima quarta temporada das aventuras, guerras e brigas pelo lugar no trono de ferro.

(Com SPOILERS óbvio)

A temporada já começou apresentando um tal de Principe Oberyn que é um exemplo de flexibilidade moral, adora uma orgia e veio para colocar ordem na bagunça. Muito amor pelo Oberyn.

Sawyer Jamie Lannister perdeu a mão e a moral. Seu pai queria colocá-lo num emprego burocrático, mas ele insistiu em ser guarda do rei psicopata. Sua irmã/amante Cersei não quer mais dividir os lençóis, mas ele encontra um amigo no nosso anão favorito.

A Mother of Dragons está organizando seu exército, ela conquistou mais uma cidade e decidiu ficar e reinar por um tempo. Adquirir experiência é muito importante. Trocaram o ator que fazia o namorado dela: foi-se um loiro de cabelo comprido e olhos azuis e veio um moreno barbado. Eu achava que era um cara novo, só no terceiro episódio me dei conta que era o mesmo personagem e até gostei do cara novo. (E o cara novo já mostrou o derriére para nossa alegria e da Mother of Dragons)

A Mother o Dragons descobriu que seu fiel escudeiro Jorah não era tão fiel assim no passado e não perdoou, mandou ele para fora da cidade. (e eu achando que o traidor era o outro) Acontece que ela agora tem que lidar com seus dragões adolescentes que gostam de cuspir fogo.

Arya, a Stark com mais culhões ever, mostrou logo no primeiro episódio que não está na pista para brincadeira. Arya ainda tem sua listinha de Revenge (Emily deveria emprestar sua caneta vermelha), e já riscou alguns nomes dela. Arya é a melhor personagem desse jogo. Sua parceria com o Hound nessa temporada foi ótima (e ele também consta na listinha dela). No último episódio Arya e Hound encontraram Brienne e seu escudeiro (falo mais disso para frente).

John Snow deu baile no conselho da galera da muralha e não foi condenado. Ele sabe que o que tem do lado de lá da muralha não é brincadeira.

O pequeno (mas já crescido) Bran estava a caminho de encontrar o irmão mas decidiu ir em outra direção (e seus poderes só aumentam, Bran agora consegue habitar a mente de humanos e fez de Hodor seu fantoche.).

Jon Snow bem que avisou as amigues, mas teve um episódio inteiro de batalha pela muralha e finalmente Jon Snow mostrou seu lado Stark liderando (mesmo que muitos tenham morrido) para uma pequena vitoria. Até esse episódio da batalha eu nem me importava muito com o Jon Snow, mas agora ele tem meu respeito.

No segundo episódio da temporada já teve um momento bombástico. E em outro casamento, dessa vez o Purple Wedding. Finalmente alguém deu fim no reizinho Joffrey! Envenenamento comemorado nos quatro cantos do mundo! Pena que sobrou para o Tyrion, acusaram o anão de ter matado o sobrinho.

Irmão do joffrey que andou sumido por 3 temporadas voltou aparecer  e vovô Lannister já tem uma conversinha básica sobre "como ser rei".

Sawyer Jamie Lannister e Cersei: how bizarre. Ele teve sua quase redenção na temporada passada para nessa ser ignorado pela Cersei e estuprá-la no velório do Reizinho. Jamie perdendo pontos (e não vou mais achar que ele é o Sawyer).

Jamie se separou de Brienne todo emocionado (até esqueci a cena do estupro, alías sempre esqueço as maldades do Jamie). Deu para ela a espada especial de aço valeriano e pediu para ela proteger a Sonsa. E assim foi Brienne e amiguinho do Tyrion que faz a alegria das prostitutas (ninguém sabe o segredo dele) passear na floresta.

Depois da morte do reizinho a Sonsa foi levada pelo tal do Little Finger (que nome é esse??) para a casa da tia, a louca que dá de mamar para o filho de 10 anos (que só apareceu na primeira temporada). E a Tia Loka despencou do buraco, cortesia do sempre duvidoso (e pervertido) Little Finger. Depois da morte da Tia Loka, a Sonsa vestiu a carapuça do nome e entrou no jogo pelo trono de ferro.

Finalmente vimos mais dos Zumbis da neve! Andam a cavalo, tem uma Stonehenge de gelo e transformam os olhos dos bebês. Também vimos uns esqueletos que brotam do chão vestidos de armaduras que atacaram Bran e seus amigos. Pelo que entendi também tem umas crianças que devem ser sobras das fadas de True Blood porque também atiram bolas de fogo com as mãos.

Tyrion foi a julgamento pela morte do Joffrey e estava indo tudo bem até a ex-amante despeitada depor contra ele.... o nosso anão querido rodou a baiana e pediu para lutar. Aí a Cersei chamou logo o maior homem dos 7 reinos para matar o seu irmão anão. O anão precisava de alguém para lutar por ele, mas Jamie tirou o corpo fora, e o ex-fiel escudeiro Bronn disse thanks, but no thanks.

Tyrion já estava certo que ia perder a cabeça quando o melhor personagem da temporada, o moralmente flexível Prince Oberyn, se dispôs a lutar pelo nosso querido anão. Oberyn e Papai Lannister - rivalidade detected. Eu já deveria saber que não devia me apegar a ninguém nessa série, mas era quase impossível não gostar do sexy, dinâmico e carismático Oberyn que estava ali mais para ter justiça do que aconteceu com sua irmã e a familia dela.

A cobra da Cersei escolheu o Montanha para lutar e como ele foi o responsável pela desgraça na familia do Oberyn, o Príncipe Hot Hot Hot foi lutar.

A luta foi incrível! Oberyn arrasando no kung fu/whatever com um bambu com espada na ponta. Ele colocou o Montanha para correr e chegou a dar um golpe quase final. Acontece que o Oberyn queria que o Montanha confessasse tudo e colocasse o Papai Lannister na berlinda. Ninguém coloca Papai Lannister no canto! Enquanto o Oberyn Magya fazia seu show, o Montanha se recuperou o suficiente para pegar o príncipe num vacilo e literalmente esmagar sua cabeça. Uma das cenas mais fortes dessa série (que já teve cabeças cortadas e um casamento regado a sangue). RIP Oberyn, vou sentir saudades, dá um beijo no Robb Stark por mim.

volta oberyn!

Stannis foi pedir din din no banco para fazer guerra.

Ninguém se importa com o Greyjoy que virou cachorrinho castrado, mas o tal do Ramsey sádico merece uma atençãozinha.

Maior perda de tempo numa série que só tem 10 episódios por temporada: o romance do guerreiro eunuco com a tradutora da Mother of Dragons. Who cares??

O último episódio da temporada foi muito bom! Stannis mostrou que conseguiu o financiamento de começou consquistando a galera de fora da muralha que estava lutando com o Jon Snow. A bruxa mãe do monstro de fumaça que anda com o Stannis deu uma paquerada firme no Jon Snow (e ele gosta de ruivas).

A Brienne lutou e ganhou do Hound que caiu montanha abaixo. Ele não morreu da queda, mas a Arya não atendeu seu pedido de acabar com o sofrimento e o deixou lá para morrer.

A Arya conseguiu uma viagem de primeira classe num navio para Braavos, a terra do seu professor de espada.

E chegamos a familia Lannister. Cersei jogou lenha na fogueira e disse para o Papai Lannister que era mesmo amante do irmão, que aquele incesto era delícia e que não está nem aí para fofocas da corte. Jamie comemorou essa decisão e foi logo soltar o irmão para que ele pudesse fugir.

Mas nosso anão favorito não ia deixar as coisas assim. Foi no quarto do Papai Lannister e descobriu que a mulher que ele amava, e o traiu no julgamento, estava dormindo com seu pai. Ele não perdoou: a matou sem pena. Depois pegou uma das bestas do Joffrey e foi atrás do Papai Lannister que estava se aliviando no WC. Depois de uma breve conversa, o Tyrion não contou pipoca, enfiou duas flechas no pai. Papi Soberano Lannister morreu no trono, que não era o de ferro (se é que vocês me entendem).

Nosso anão querido foi colocado numa caixa pelo Eunuco Sacana e vai passear de navio. Espero que ele encontre a Arya na próxima temporada.

E a porcaria do inverno ainda está vindo mas não chegou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário