12.9.15

+Séries

Algumas novas e outras antigas.

Hannibal - a minha série preferida dos últimos tempos acabou. Eu estava esperando conhecer a versão do Bryan Fuller para a Clarice, mas quem sabem fazem um filme. Essa foi uma das séries mais visualmente incríveis que já vi e uma das mais macabras. O Hannibal do Mads Mikkelsen é nota 10, até esqueci do Anthony Hopkins. A química dele com o Will Graham na série é especial. Nessa última temporada conhecemos o Dragão Vermelho um serial killer problemático mas forte e metódico. O Richard Armitage foi espetacular no papel do Dragão (e olha que o Ralph Fiennes já fez esse papel), pena que foi só da metade da temporada para o fim. Terei saudades da dupla dinâmica Will e Hanny.

True Detective 2 - a segunda temporada foi mais irregular do que a primeira e com tantos atores era difícil acompanhar a trama. No fim gostei, o Colin Farrel está ótimo no papel do policial meio corrupto e bebum. (mas a primeira temporada ainda é melhor)

Halt and Catch Fire - série sobre o pessoal de TI na década de 1980. A segunda temporada foi excelente e girl power total, mostrou como algumas pessoas tentam mudar - algumas conseguem e outras não. Tem uma das melhores trilhas sonoras.

Mr. Robot - uma série sobre hackers que querem melhorar o mundo (ou não), com uma pitada de Clube da Luta meets Dexter. É muito boa. Confesso que alguns episódios terminavam e eu não entendia nada, mas depois entendi. Ufa! E tem uns personagens bem bizarros (adoro).

UnReal - comecei a ver essa série achando que ia ser muito ruim, mas foi uma das melhores estréias da temporada. É sobre a produção de um reality show estilo The Bachelor que mostra um nivel altíssimo de manipulação de pessoas. Chega a ser uma aula. Já quero ver a segunda temporada.

Narcos - série da Netflix sobre o traficante Pablo Escobar, dirigida pelo José Padilha com o Wagner Moura no papel do Pablo. É muito boa! É bem feita, bem filmada e mantém o interesse até o fim. Os episódios são narrados pelo policial americano Murphy que foi morar na Colombia para tentar pegar o Pablo Escobar e sua trupe. Meu personagem favorito é o Peña, parceiro do Murphy que é feito pelo Pedro Pascal (o querido Oberyn de Game of Thrones), por vários motivos.
O Wagner Moura está excelente no papel do Pablo Escobar. Alguns reclamaram do sotaque dele, mas como não sou nativa da língua espanhola gostei porque entendia tudo que ele falava.
Passei os episódios todos tentando visualizar o tanto de gente que usa cocaína no mundo para o Pablo Escobar exportar a quantidade de toneladas diárias e ficar rico daquele jeito.
Vai ter segunda temporada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário