7.10.13

NYC (1)



Quando decidi fazer essa viagem para Boston resolvi voltar por New York porque era perto e a cidade que nunca dorme sempre tem o que ver e fazer.


Fui de ônibus de Boston para NY, só 4 horas. Chegando na Big Apple fui direto para o Brooklyn, onde decidi ficar porque era uma área da cidade que não conhecia e está cada vez mais interessante (posts sobre o Brooklyn virão).


Uma das melhores coisas de ter me hospedado do outro lado do East River era que depois de passar um dia inteiro em Manhattan chegar no Brooklyn era um alívio. Não tem prédios altos, não tinha muitos carros, menos gente, mais calmo. Como os Beastie Boys cantaram (e bem lembrou uma amiga): No Sleep 'Til Brooklyn.

ovelhas no posto de gasolina.
uma instalação no meio da rua
coisas de NYC

Vai ver eu simplesmente não entrei no Empire State of Mind e Manhattan me deixava muito cansada.

concrete jungle

Vivi uma relação de amor e ódio com o metrô. Como disse o Interpol em NYC "the subway is a porno". É rápido e realmente cobre toda a cidade facilitando o deslocamento, mas é imundo e perde-se muito tempo underground, que me deixava frustrada já que tive muita sorte com o tempo e fez dias lindos. Quando conseguia ver um ponto de ônibus (porque é muita gente andando nas ruas e o ponto as vezes é só uma placa no poste) eu sempre dava preferência e era ótimo para descansar as pernas. Pensei em usar as bicicletas de aluguel, mas o transito não é fácil.


Dito isso, andei por partes da cidade que não conhecia bem e gostei muito. Chelsea, Meatpacking District, Tribeca, West Village, SoHo, Nolita, NoHo e East Village.

firehouse dos ghostbusters
street art no east village
chelsea market

A área da NYU com Washington Square é ótima.

xadrez no parque

No Soho tem todas aquelas lojas bacanas entre a 6th Av e a Broadway, muitas galerias de arte interessantes. Curti mais o Nolita, a área entre a Broadway e Bowery, onde tinha mais cafés, restaurantes e livrarias.

the new museum
street art na fronteira do soho com noho

Gostei de ver pequenas áreas verdes onde sempre tinha um mini parque ou jardim, e estava sempre fugindo das ruas em alguma praça arborizada.



A Bleecker Street do Bleecker Playground até a 6th Ave foi um passeio interessante.



Em um outro dia atravessei a Brooklyn Bridge para o centro financeiro, Wall Street, e me surpreendi com a Stone Street com os prédios mais baixos, antigos e cheia de bares e restaurantes.

stone street

No dia que fui no Central Park e dar uma volta pelo Upper East Side, foi quase que inevitável passar por Midtown. Andei pela 59 com Lexington e na 5a Avenida, confesso que tive uma overdose de lojas repetidas que não me deu vontade de comprar nada (e eu tinha uma listinha). Consegui sobreviver ao sempre cheio e confuso Times Square, que não sei porque fui parar lá, fugi para um bar num rooftop bacana com vista da cidade. O Flatiron District entre a Madison Square Park e Union Square foi outra área que gostei.

times square TENSO
30 Rock
fui procurar don draper na madison avenue 
flatiron building
from the rooftop

E um oi para a Sra. Liberdade do pedaço do Battery Park que não estava em reforma.



4 comentários:

  1. Vou guardar todas as dicas. Valeu.

    ResponderExcluir
  2. Saudades do Don Draper.

    ResponderExcluir
  3. Que delicia de passeio. Ouvi até as buzinas, e me senti caminhando coom você pelas ruas de NY. Fiquei com muita vontade de conhecer esta cidade que você retratou (porque não sou fã de cidades, nem de roteiros mainstream, gosto dos alternativos).

    ResponderExcluir
  4. @Natalia obrigada! :)

    ResponderExcluir