6.7.12

Haworth, Inglaterra



Haworth é uma vila rural que faz parte da cidade de Bradford em West Yorkshire. É perto de Holmfirth e fomos passar o dia lá para ver onde viveram três grandes escritoras inglesas: as irmãs Brontë.



A vila fica no alto do Worth Valley no meio dos Pennies Moors, ou seja, muitos morros de campos verdes, muro de pedras e vento.

morro dos ventos uivantes




O povoado começou no século 13 e mais tarde aparece como vila fim do século 18.  Até hoje ainda tem uma linha de trem fumaça. A rua principal de Haworth, a Main Street, é uma ladeira de 200 metros com muitas lojinhas de antiguidades, cafés e pubs. No alto da ladeira tem uma igreja com um cemitério e uma casa paroquial no fundo.









cervejinha no pub de 1630
yorkshires em yorkshire

Nessa casa paroquial moravam as três irmãs Brontë, com seu irmão e o pai, que era o pastor da igreja. Eu já li livros das três:  Jane Eyre, de Charlotte, The Tenant at Wildfell Hall, de Anne, e Wuthering Heights (meu preferido), de Emily, não poderia deixar de visitar a casa-museu delas.

pub frequentado pelo irmão das brontë

A família se mudou para Haworth em 1820, pai, mãe e seis filhos. A mãe, Maria, morreu um ano e meio depois, e a sua irmã, Elizabeth, foi cuidar dos filhos. Haworth na época das Brontë não era uma cidade salubre, a água era contaminada e muitas pessoas morriam do que na época chamavam de consumption, que é tuberculose.

As duas irmãs mais velhas morreram ainda crianças, e restou ao pai, Patrick, criar os outros 4 filhos com sua cunhada Elizabeth.

Charlotte, Emily e Anne cresceram, estudaram, e escreveram seus livros nessa casa. O irmão Branwell se dedicou a pintura, mas ele não era muito bom e seu único quadro na National Portrait Gallery é um que pintou das três irmãs, que, acredito, está lá mais pelo valor histórico do que artístico.

As irmãs sempre escreveram histórias e poemas. A tia que as criou deixou um dinheiro de herança que elas usaram para, em 1846, publicar o primeiro livro de poemas com os pseudônimos de Currer, Ellis e Acton Bell. No início de 1847, ainda com pseudônimos, foram publicados os primeiros 2 livros: Wuthering Heights, o único livro que Emily escreveu, e Agnes Grey de Anne. Jane Eyre só foi publicado no fim do mesmo ano.



Branwell era alcoolotra, ficou doente e morreu em 1848, aos 31 anos. A família sofreu com a doença e as aventuras amorosas do irmão e acho que o marido da personagem principal de The Tenant At Wildfell Hall, de Anne, é baseado nele.

Emily, que tinha 30 anos, morreu no mesmo ano, de consumption, e Anne no ano seguinte, aos 29.  Charlotte casou com o curador da paróquia e continuou vivendo na casa com o marido e o pai. O Patrick Brontë até tentou melhorar as condições da água na cidade, escreveu cartas, fez campanhas, mas o cemitério no quintal da sua igreja ficava cada vez mais cheio.

Charlotte publicou outros dois livros: Shirley e Villette. Ela morreu em 1851, aos 38 anos de idade. O seu primeiro livro The Professor, que foi rejeitado inicialmente, foi publicado depois de sua morte. Elizabeth Gaskell, outra grande escritora inglesa, era amiga de Charlotte e escreveu sua biografia: The Life of Charlotte Brontë.

"Aqui era o portão para a igreja usado pela familia Brontë e por onde todos foram carregados para seu lugar de descanso final dentro da igreja"

Patrick Brontë sobreviveu a todos, continuou seu serviço como pastor da igreja, e morreu em 1861 aos 84 anos.

A igreja de Haworth é simples por dentro, tem alguns vitrais e a capela onde estão enterrados todos os membros da família Brontë. O cemitério nos fundos é lindo, cheio de árvores, muito verde, e tem muitas lápides (todas da mesma época - a água era ruim mesmo).





A casa museu é pequena, mas muito bem cuidada e mostra bem os cômodos e como vivia a família Brontë. Na parte de baixo ficava a sala onde as irmãs brincavam e depois escreviam, o escritório do pai, a cozinha e um quarto que era o escritório do marido da Charlotte. Em cima tem: o quarto das empregadas com uma exposição de fotos de Haworth antiga falando das condições da cidade na época; o quarto da Charlotte com roupas e pertences, um quartinho onde as crianças brincavam e o quarto do pai.





Nos comodos tinha roupas do figurino do filme Jane Eyre, de 2011, que deram um contexto a mais a casa, gostei.

cozinha

E na saída tem uma lápide do Heathcliff, usada no filme de 1992.



Sabendo a história delas vemos o quanto da experiência de vida delas foi usado nos livros. Emily usou a paisagem dos moors com vento constante para dar vida a Wuthering Heights. Charlotte foi governanta, assim como Anne, e isso aparece em Jane Eyre e Agnes Grey. Acho incrível o que elas criaram ali naquela casinha no fundo da igreja. Para mim, Charlotte era a eloquente, Emily a criativa e Anne a detalhista. Já disse que Wuthering Heights é o meu preferido, e sempre que passeio pelos campos verdes de Yorkshire lembro do Heathcliff.

poderia ser wuthering heights
heathcliff, it's me, I'm karine

Me empolguei tanto que comprei a versão graphic novel de Wuthering Heights (que em português, não a toa, se chama Morro dos Ventos Uivantes).


Mais fotos no Flickr.

4 comentários:

  1. Que espetacular esse post! Lindas as fotos. Quanto tempo vc ficou lá? MOrro de vontade de conhecer Haworth e tbm adoro as irmãs Brontë.!

    ResponderExcluir
  2. Oi Anderson!

    Fiquei em Holmfirth (que é perto de Haworth) 4 dias e fui de carro para Haworth.
    Só passei o dia lá. É bem pequena e em um dia dá para ver tudo 2 vezes e ainda tomar uma cerveja no pub, almoçar em um dos cafés, ver todas as lojinhas e curtir os moors.

    Vale a pena, é linda!

    ResponderExcluir
  3. Olá Kaká, parabéns pelo lindo blog!! Visitei Haworth pelo mesmo motivo que você...conhecer a cidade das irmãs Bronte. Amo Heathcliff que é, de longe, o personagem mais fascinante de toda a obra..Ah!!! Copiei algumas das fotos para postar no meu face..claro, respeitando a autoria..

    ResponderExcluir
  4. Oi Any Lilian!

    Obrigada! Haworth é muito linda mesmo! e muito amor pelo Heathcliff.

    ResponderExcluir