17.10.10

Siem Reap e Angkor Archaeological Park (1)



angkor wat


Siem Reap eh a cidade onde ficam os templos de Angkor. A cidade eh organizada, limpa, tem um rio passando no meio (que fica a beira de transbordar quando chove), jardins, hoteis 5 estrelas, resorts, hoteis menores, um mercado, um centro pequeno com varias lojas, e uma Pub Street com varios restaurantes e lugares para fazer massagem. Eh um lugar todo estruturado para o turista. Aqui pode usar o dolar ou o riel o dinheiro local, mas os precos sao todos em dolar e te dao troco em dolar. Usar o riel so complica.
Aqui as coisas sao baratas. Uma corrida de tuk tuk custa de 1 a 2 dolares, e rodar um dia inteiro nos templos mais perto custa 15 dolares. Os pratos nos restaurantes variam de 4 a 8 dolares, e tres pessoas comem bem por 15 dolares, com cerveja, sentados num restaurante que ja foi frequentado pela Angelina Jolie.
O prinicpal meio de transporte eh o tuk tuk, mesmo com chuva (e chove muito), e eles estao em todos os lugares oferecendo servico.
Eh uma cidade pequena, a maior parte da populacao trabalha com turismo, ou vendendo souvenirs na entrada dos templos.
Angkor Archaeological Park eh patrimonio da humanidade e eh um complexo (se eh que posso chamar assim) de templos. Para ir ate la e ir de um templo para o outro, alugamos um tuk tuk pelo dia. Para conhecer os templos voce pode comprar o passe de um dia ou de tres dias. Mesmo so indo dois dias, compramos o de 3 dias por 40 dolares (porque em um dia nao da para ver tudo). O ingresso vem com foto. Achei moderno.

Com os ingressos na mao, voce pode fazer 2 circuitos: o small tour e o grand tour. No primeiro dia fizemos o small (e ainda assim eh grande pacas!).
Entao o nosso motorista, Mr. Say, comecou nos levando no Angkor Wat, o maior templo de todos. Tem 1 km² de area, cinco torres (ou piramides como chamam), e tres andares. Eh um quadrado dentro de outro quadrado, perfeitamente simetrico. Alias, todos os templos sao simetricos, com entradas para norte, sul, leste e oeste, os Khmer tinham TOC.

angkor wat

angkor wat, no segundo andar

Nas paredes dos corredores do Angkor Wat tem varias inscricoes em relevo contando a historia das guerras do rei Suryavarman II e mitologia hindu. Foi construido pelo rei Suryavarman II para ser um templo-cidade. De longe o templo parece bidimensional so com tres torres, mas de perto se ve como eh grande. Hoje eh um templo budista, la dentro tem estatuas do buda e alguns monges ficam do lado com incesos para voce colocar no pe do buda, por alguns dinheiros, claro.

detalhes das paredes nos corredores

O segundo templo foi o Bayon que fica dentro de Angkor Thom (uma cidade real de 3km² construida pelo rei Jayavaman II em 1181), que tem um portal de entrada espetacular. Esse templo tem varios rostos esculpidos nas 37 torres do templo, cada uma virada para norte, sul, leste e oeste.
portao de entrada

bayon


rostos nas torres

Ainda dentro de Angkor Thom, fomos a uma area que mais parecia um parque, com muitas arvores, e era onde ficava o palacio real e mais alguns templos. Um deles era o Phimeanakas, que lembra uma piramide mexicana, e dizem que o no alto, dentro de uma torre dourada, havia uma serpernte que se transformava em mulher toda noite; e que os reis de Angkor tinham que transar com a serpente toda noite senao desgraca cairia sobre o reino.

phimeanakas

sereias esculpidas no muro



A proxima parada foram dois templos menores, mas tambem bonitos. Seguimos para o Ta Keo, o templo-torre. Da entrada nem parece tao alto, e as escadas parecem faceis de subir. ENGANO. Subir nao foi tao dificil, mas foram as piores escadas que ja desci. Eram tao ingremes e estreitas que so dava de lado, e sem corrimao. Eu e o Nick subimos ate a torre e descemos na chuva. Em muitos paises proibiriam essa aventura. A vista do alto eh maravilhosa, da para ver as arvores por cima.
La dentro tinha uma garotinha local vendendo postais e quando fomos subir o ultimo lance para a torre ela foi na frente. Correndo. Maldita. Eu tive que subir de quatro.

menina correndo

eu, me arrastando
E para terminar o primeiro dia dentro do Angkor, fomos ao Ta Prohm, um templo que foi dominado pelas arvores. Foi que eu achei mais bonito, integracao homem-natureza. E andar pelos corredores escuros com o chao molhado e aquelas raizes enormes por cima da um medinho.

de um lado do muro

do outro lado

invasao das arvores. go trees!

Fomos a Pub Street comer e depois relaxar na piscina do hotel que ainda tem o segundo dia.

ja pode beber?


Um comentário:

  1. Ricardo Rezende5:41 PM

    O Nick em cima do elefante está extra cool, hein? :-)
    Bem legal essas raízes abraçando o templo. Continue escrevendo, depois compile tudo e publique o "(Not So) Lonely Planet".
    Beijo,
    Ricardo

    ResponderExcluir