18.10.10

Siem Reap e Angkor (2)

arroz

No segundo dia fizemos o Grand Tour que, na verdade, vimos menos templos que no Small Tour, e menores, mas sao mais longe.

O Mr. Say veio nos buscar para uma pequena viagem de 40km no tuk tuk. Eh lento, mas eh super agradavel e otimo para ver a paisagem na estrada. (Claro que da um medinho quando um onibus passa.) E a paisagem da estrada eh muito parecida com a do interior do nordeste brasileiro, com as devidas diferencas. As casas sao, na maioria, palafitas ja que o campo eh todo molhado; tem os campos de arroz, bufalos na rua e a estrada eh limpa


mr. say e nosso tuk tuk

palafitas

carnaubas: ceara ou camboja?

bufalos


O primeiro templo foi o Banteay Srey, que eh mais antigo que o Angkor Wat. Esse templo tem uma cor terra/vermelha que eh super bonita e contrasta com as arvores em volta. Nao eh um templo grande, mas eh muito detalhado e valeu a visita.

banteay srey

muitos detalhes


A grande curiosidade eh: de onde vem tanta pedra, ja que por aqui nao tem um morrinho?

Depois fomos ao East Mebon, um templo tambem com cores avermelhadas e mais antigo que o Angkor Wat, com 5 torres e estatuas de elefantes e leoes/dragoes como guardioes.

east mebon


tuk tuk com 5 gringos, adultos

O proximo foi o Ta Som, esse templo ja eh da epoca do Agkor Wat, tem um portao de entrada enorme e fica no meio do mato. Esse templo nao foi autorizado pelo CREA, as pedras podem cair a qualquer momento, mas entramos assim mesmo.

entrada do ta som

muitas pedras

Como eu disse, todos esse templos sao simetricos, geometricamente perfeitos, quadrados dentro de quadrados. Dentro tem varios quartos pequenos com 4 portas, enfileirados e com uma mesa no meio que devia ter uma imagem.

O unico templo que nao era assim foi o Neak Pean, um templo ilha que fica no meio de uma cruz, ou padrao lotus como chamam aqui, que forma oito piscinas. Para chegar ate esse templo, andamos por uma passarela de madeira.


ilha


tabuas soltas

E para terminar o dia, fomos ao Preah Khan, um monasterio budista que chegou a ter 1000 monges. Esse templo foi construido em homenagem o pai do rei khmer Jayavarman VII e eh muito parecido com o Ta Prohm que foi em homagem a mae dele.

isso sim, eh um portao de entrada


parece pequeno, mas eh enorme

O parque arquelogico de Angkor eh fantastico, a area onde estao os templos eh protegida, tem uma floresta maravilhosa e eh impressionante como muita coisa foi conservada.

Para descansar, fomos a Pub Street almocar, comer uns macarons na minha nova padaria favorita, a Blue Pumpkin, e massagem, obvio.

Eu gostei muito do Camboja. Esta tudo organizado para o turista, as coisas sao baratas, a comida eh deliciosa, os cambojanos sao uma simpatia (ate quando te enchem o saco para vender souvenirs) e todos falam ingles suficiente para uma boa comunicacao.

O unico problema eh que fica do outro lado do mundo.

Mais fotos no flickr.

3 comentários:

  1. Rafael3:19 PM

    Esses post me dão mais vontade de sair do eixo EUA - Europa

    ResponderExcluir
  2. Ricardo Rezende9:26 PM

    Esses templos do Camboja não se parecem com aquele templo da última temporada do Lost, onde o "japa" trouxe o Sayid de volta à vida? :-)

    Não sei se vocês sabem, mas tenho uma coleção de mais de mil instruções de segurança ("safety cards"), de diferentes companhias aéreas e modelos de aeronaves pelo mundo. Poderiam trazer alguns exemplares dessa parte da Ásia, por favor? A gratidão será eterna.
    Beijo e continuem curtindo tudo por aí!
    Ricardo

    ResponderExcluir
  3. Ricardo, fiquei esperando o monstro de fumaca aparecer. hahaha!

    ResponderExcluir