31.8.12

Blogagem Coletiva: Top 5 livros

"Quem diria que as saudades deixadas pelas Olimpíadas se transformaria em um clube de leitura? Pois é, um grupo de amigas tuiteiras que passou 2 semanas "juntas" comentando os jogos virtualmente precisou ir atrás de uma válvula de escape pra suprir a falta daquele bate papo tão bom que transformou nossas timelines no twitter em narração esportiva entre os dias 27/07 e 12/08. No fim, descobrimos que temos em comum outra paixão: os livros. Rapidamente montamos um book club virtual pra trocar experiências e de fazer uma blogagem coletiva pra falar de nossos top 5 livros. Sim, proposta difícil, mas cada uma vai abordar o assunto a sua maneira - pra ficar muito mais bacana e gostoso de ler."

Então, eu adoro fazer listas e adoro livros. Não é fácil fazer um top 5, ainda mais com tantos livros que gosto. Raramente releio livros, então decidi fazer um top 5 dos livros que gostei tanto que leria outra vez. (a lista dos blogs participantes está no fim do post)

1- Crime e Castigo - Fiodor Dostoieviski
Quando participei de outro meme sobre livros coloquei esse como o que mais gostei. Foi escolhido num unidunitê entre os outros que vão aparecer nessa lista.

Gostei muito desse novelão, e vou repetir o que escrevi no outro post:

"O livro conta a história de Raskolnikov, um estudante e professor que mora só, está ficando sem dinheiro (porque não quer trabalhar) e doente. Ele comete um crime e consegue fugir, mas fica ainda mais doente e as vezes delira. Depois ele é chamado a delegacia por outro motivo e fica sabendo que já descobriram o crime, mas não sabem quem é o culpado.
O único que desconfia de Raskolnikov é o detetive Porfiri Petrovich. Sua desconfiança é baseada em motivos psicológicos e ele usa mind games em conversas com Raskolnikov para ter certeza da culpa do estudante. Porfiri é ótimo!
Raskolnikov tem uma teoria na qual algumas pessoas estão acima da lei e que podem cometer crimes sem serem julgadas, para um 'bem' maior. Que a consciência é um castigo maior que a prisão. Sim ele é arrogante, mas também é muito inteligente. O interessante é que ele está sempre na dúvida entre se entregar ou não fazer nada (já que ele não se acha culpado).
Raskolnikov se apaixona por Sonya, uma prostituta, filha do bebum Marmeladov, que funciona como uma guia de consciência para Rask.
No meio de tudo isso tem Dunya, a irmã do Raskolnikov, que está noiva de um advogado rico e mesquinho e veio a São Petersbugo com a mãe. Depois ela é perseguida pelo Svidrigaïlov, também rico, mas imoral e amoral, e fica sabendo do crime do Raskolnikov mas não entrega a polícia por causa da Dunya.
Ainda tem o Razumikhin, melhor amigo do Raskolnikov e gente boa.
Como é um novelão (no bom sentido), tem de tudo nessa trama: romance, traição, amor, crime, amizade, fé x razão, etc. E como um bom livro russo, os personagens tem vários nomes, as vezes dificulta, mas depois acostuma. Exemplo: o nome da irmã do Raskolnikov é Avdotya Romanovna Raskolnikova, e ela é chamada de Dunya, Dounia, e Dunechka.
Crime e Castigo é de 1866, pré-revolução russa, o Raskolnikov nos leva para passear por São Petersburgo e até a Siberia. É um livro cheio de simbologia e de uma leitura que prende. Eu não guardo muitos livros, geralmente dou, e raramente releio, mas Crime e Castigo está aqui na estante para uma uma segunda vez."

Estive em São Petersburgo esse ano e pude ver várias coisas citadas por Dostoieviski no livro. A vontade de ler Crime e Castigo outra vez só aumentou.


2- Wuthering Heights - Emily Brontë

Já falei desse livro aqui no blog várias vezes, fiz um book report cheio de spoilers, o coloquei em outra lista de um meme de leitura, analisei a música da Kate Bush baseada no livro, comparei Heathcliff com Gatsby e disse porque gosto mais desse do que Jane Eyre.

É a história de amor entre Heathcliff e Cathy. Adoro o Heathcliff e odeio a Cathy. Ele é cheio de paixão e ela é uma chata.

O que eu gostei mesmo nesse livro foi a forma narrativa escolhida pela Emily Brontë que, na época (1847), foi inovadora. A história de Heathcliff e Cathy é contada por 2 pessoas: a empregada da casa Ellen Dean, ou Nelly, e o Sr. Lockwood, o novo inquilino da casa vizinha a Wuthering Heights. O sr. Lockwood tem um papel menor, ele chega muitos anos depois, presencia um fato estranho e curioso vai perguntar a Nelly o que aconteceu.

Tudo que sabemos da história entre Heathcliff e Cathy é contado pela Nelly, e ela estava presente em todos os momentos que relata. É na visão dela que formamos uma opinião dos protagonistas. A Nelly é uma fofoqueira e nós leitores, assim como o Sr. Lockwood, também somos bons fofoqueiros e escutamos todos os detalhes que ela providencia. Apesar de toda a propaganda negativa que a Nelly faz do Heathcliff, insinuando que ele era o diabo em pessoa, acabei gostando muito mais dele do que da Cathy. Não sei se era a intenção da Emily Brontë que o Hetahcliff se tornasse um queridinho, mas se foi ela é um gênio.

Toda vez que vou no norte da Inglaterra quero chamar o Heathcliff nos campos verdes dos moors.

3- Não Me Abandone Jamais - Kazuo Ishiguro

Falar desse livro sem dar spoiler é difícil. 

Conta a história de Kathy e seus amigos, Ruth e Tommy, nos anos que frequentam o internato de Hailsham, e também depois que saem da escola, quando começam a ter contato com o mundo exterior e são livres para explorar até o início de suas funções. No início do livro, Kathy já tem 31 anos e está prestes a deixar a função de cuidadora. Ela passa a lembrar seu passado até ali.

Quando estava lendo esse livro, que é narrado na primeira pessoa da Kathy H, estava achando a narrativa de uma ingenuidade e delicadeza incríveis. Ela é uma mulher de 31 anos nos contando uma história como se fosse uma menina. É tudo muito simples e lúdico apesar do tema um pouco futurista/fantástico/ficção científica.

A surpresa é crescente até o fim do livro, aquela que acha você que é e não quer que seja, mas você pode estar certa. Só entendi o porque de toda a sutileza usada na narração da história no fim. E gostei muito.

4- Divórcio em Buda - Sándor Márai

Estava numa fase de ler autores de países que não costumava ler, então li esse do húngaro Sándor Márai. É um livro sobre um triângulo amoroso entre um juiz, um médico e sua esposa, em Budapeste um pouco antes da segunda guerra. O médico e sua esposa decidem se divorciar e o processo cai na mão do juiz que conhecia ambos de outros carnavais. Paixões não reveladas, silêncios sofridos e um acerto de contas. Não é um livro muito feliz, mas poucas vezes a descrição de um momento tão rápido e volúvel como apaixonar-se e desapaixonar-se foi escrito com tanta delicadeza e sentimento.

5- East of Eden - John Steinbeck

Esse li na fase só clássicos (e nessa leva teve Crime e Castigo, O Estrangeiro, O Retrato de Dorian Gray, To Kill a Mockingbird e O Grande Gatsby. Também teve Ulisses, mas não consegui terminar)

A Leste do Eden é outro novelão, também com romance, traição, crime, amor, fé x razão, personagens moralmente flexíveis, briga entre irmãos, etc. É a saga de uma família americana a partir de dois irmãos Adam e Charles e depois dos filhos do Adam, Caleb e Aaron, ou seja, é uma óbvia referência aos irmãos bíblicos Caim e Abel.

Esse livro tem 3 personagens muito interessantes que valem a leitura: o irlandês boa praça Samuel Hamilton, o mordomo chinês Lee e a duvidosa/má Cathy Ames.


Não deixem de conferir os top 5 dos outros blogs que participam dessa blogagem coletiva.

Básico e Necessário - Helô Righetto
Pelo Mundo - Mari Campos
Rosmarino e Outros Temperos - Luciana Betenson
Viaggiando - Camila Navarro
Direto de Paris - Renata Inforzato
Por Onde Andei - Mo Gribel

9 comentários:

  1. Gostei muito da sua lista. Como de todos eles, só li a Emily Bronte, já coloquei os outros na minha lista.

    ResponderExcluir
  2. Eu também amo Dostoieviski, mas meu livro preferido dele é "O Idiota". Na verdade, amo a literatura russa e, como disse lá no meu post, foi por causa dela que eu me apaixonei pelo país. Também adorei reconhecer alguns lugares dos livros em são Petersburgo. :)

    Já sobre Wuthering Heights eu tenho sentimentos contraditórios. É um livro tão intenso e há tanta dor... Mas eu odiei a pessoa que Heathcliff se tornou, machucando pessoas que não tinham nada a ver com seu sofrimento. Acho até que um dia tenho que reler a história para definir de vez minha impressão.

    Os outros vão entrar na minha imensa lista de livros a ler. ;)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Graaande Dostoievisky! Certamente vou reler O Idiota antes de ir à Rússia :D

    ResponderExcluir
  4. Ká, Wuthering Heights também me marcou muito! Engraçado que no meu outro grupo de leitura do FB anda se falando muito sobre o Kazuo Ishiguro, morri de vontade de ler algum livro dele. E preciso ainda investir em alguns clássicos como Crime e Castogo. Adorei sua lista :-) Bjs!

    ResponderExcluir
  5. @Luciana O Kazuo Ishiguro é muito bom! Além do Não me abandone jamais, Já li Vestígios do Dia (o que deu origem ao filme com o Anthony Hopkins) e The Unconsoled (não sei o título em português). Vale a pena. :)

    bjs!

    ResponderExcluir
  6. Karine, me divirto muito com seu jeito de escrever. Há tempos não vinha aqui e a blogagem coletiva me trouxe de volta!
    Otima lsta e análises :-)
    Bj

    ResponderExcluir
  7. @Lena,

    Volte sempre! :)

    bjoo!

    ResponderExcluir
  8. Valéria4:43 PM

    Olá!
    Descobri seu blog por este post coletivo, mas já li bastante coisa, em especial sobre viagens e livros.
    Vi que você tem um caderno em que anota os livros já lidos, e talvez tenha algo que goste: já ouviu falar do Skoob? (www.skoob.com.br) É uma espécie de rede social, mas apenas de livros. Mas mesmo para quem não tem muita paciência para esse tipo de coisa (como eu), é bacana nem que seja para você montar sua estante com os livros lidos, os que quer ler, ver resenhas de outras pessoas, etc. Também é bacana como ferramenta de troca de livros entre os participantes.
    Parece propaganda, mas é que realmente acho bacana para quem gosta de ler.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Oi Valéria!
    Já estou no skoob e gosto muito, já até troquei alguns livros por lá. :)

    Volte sempre!

    ResponderExcluir